Anastasia Pavlyuchenkova cumprimenta público na Phippe Chatrier

FFT

Tênis News
10/06/2021
19:05
Paris

Após se garantir na grande final de Roland Garros, a russa Anastasia Pavlyuchenkova concedeu entrevista para os ex-tenistas Barbara Schett e Mats Wilander para falar da grande campanha que a coloca

A russa começa falando da vitória sobre a eslovena Tamara Zidansek: "Eu sigo no jogo. Ainda não digeri tudo o que aconteceu. Eu sabia que o forehand era mesmo perigoso, então tentei não jogar muito ali, mas ir trabalhando variação, porque ela é mesmo perigosa".

Pavlyuchenkova foi questionada sobre a tranquilidade que demonstrou em quadra: "Eu não estava cara, era meu rosto fingindo que estava tudo bem. Eu estive um pouco retrancada na partida, com receio do forehand dela, mas aí eu me disse: 'Vamos lá, você sabe bater um forehand'. Aí consegui ir mais agressiva aos poucos, variando e foi dando certo. No segundo set, bati a bola ainda muito, muito forte e funcionou".

"Estou realmente muito feliz com a final. É um sonho tornado realidade, mas ainda tem jogo pela frente, apesar do meu cansaço e também de agora estar com algumas cãibras, vou cuidar para me recuperar e poder dar tudo que tenho e trabalhei nesta grande final", completou.