São Paulo x Palmeiras

TIago Volpi foi encoberto, após desvio na zaga, no lance do gol de empate do Palmeiras (Foto: Marcello Zambrana)

LANCE!
16/07/2019
13:53
São Paulo (SP)

O clássico entre São Paulo e Palmeiras terminou na noite do último sábado, mas as repercussões do jogo continuam. Desta vez o assunto é a iluminação do estádio do Morumbi, citada pelo técnico Cuca, em coletiva após a partida. O tema foi abordado pelo goleiro Tiago Volpi, que compareceu ao programa "Bem, Amigos", do SporTV, na última segunda-feira.

Para o arqueiro são-paulino, os jogadores chegaram a solicitar alguns ajustes nos refletores antes do duelo de sábado, mas apesar de admitir a influência desse aspecto, ele prefere não usar isso como desculpa para justificar o gol sofrido depois de chute despretensioso de Dudu, que desviou na zaga e encobriu o camisa 23 do Tricolor.

- A gente foi treinar sexta à noite e chegou até a conversar sobre mudar o foco (do refletor), tirar da direção do gol. Mas não posso botar a culpa na iluminação. Se fosse de outra forma ia ajudar um pouco, mas não vou jogar a responsabilidade nisso - avaliou Volpi no programa "Bem, Amigos".

Em entrevista coletiva após o Choque-Rei, Cuca disse acreditar na interferência da iluminação no gol sofrido pelo São Paulo. De acordo com o comandante, Tiago foi atrapalhado ao tentar fazer a defesa.

- O Palmeiras teve uma sorte incrível. Foi um gol espírita, a iluminação atrapalhou um pouco o Volpi. Naquela bola ele foi atrapalhado - argumentou o técnico.

No lugar de culpar a eliminação, o goleiro preferiu enxergar o lance como inusitado, algo que dificilmente acontecerá em sua carreira novamente. 

- É mais azar, um chute que vinha praticamente na minha direção, a bola acaba desviando, tomando uma altura. A gente tenta explicar, as pessoas querem saber, mas é difícil. É um lance muito atípico. Posso jogar minha carreira toda e talvez não haja mais um desvio assim - comentou o arqueiro.

O São Paulo volta a campo na próxima segunda-feira, para enfrentar a Chapecoense, no Morumbi, às 20h, em jogo válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019.