Rafael Ribeiro
27/06/2022
08:00
São Paulo (SP)

O São Paulo tem nove atletas no departamento médico, sendo que três deles passaram por cirurgia e não têm o retorno garantido para esta temporada (Caio, Luan e Arboleda). Essa situação deixa a equipe com apenas 20 opções para iniciar os jogos - além dos três goleiros - e faz o técnico Rogério Ceni ponderar quando o assunto é planejamento.


ATUAÇÕES
> Nestor incendeia a partida, mas não evita o empate do São Paulo


Na avaliação do comandante são-paulino, a situação é clara: existe sim a necessidade de buscar reforços. Mas a que preço? Rogério afirma que o Tricolor precisa "chegar vivo" até a abertura da janela de transferências, em 18 de julho. É necessário avançar nas disputas da Copa Sul-Americana e Copa do Brasil para fazer sentido aumentar o curto plantel da equipe.

- Vamos tentar levar o São Paulo ao máximo, chegar vivo no dia 18 em todas as competições. Vamos tentar sobreviver, este é o grande desafio. Se não sobreviver, não adianta ter um elenco de 35 se você jogar apenas um campeonato. Temos que nos preparar antes, se não vira improviso.

O São Paulo entra nesta semana na disputa eliminatória da terceira competição. Se venceu o duelo de ida com o Palmeiras nas oitavas de final da Copa do Brasil, o desafio na quinta-feira (30) será com o Universidad Católica, no Chile, pela mesma etapa, mas da Copa Sul-Americana. E nenhum dos contundidos deve ser liberado para a partida.

Diante disso, a pergunta soa óbvia: há prioridade de disputa no Tricolor com esse contexto de desfalques? A resposta é mais clara ainda.

- O Campeonato Brasileiro é ingrato. Se não der atenção, ele se volta contra você de uma tal maneira. Vamos sempre tentar fazer o melhor time que a gente puder. Se você não der atenção, ele se volta de tal maneira. Vamos tentar fazer sempre o melhor. Nós estamos priorizando ganhar o próximo jogo. Vencemos o líder e não o lanterna para você ver como é equilibrado.

Prudência mais do que necessária. Afinal, se bater o rival alviverde deu um ânimo à torcida por um lado, por outro o time segue "empacado" no Brasileirão, com apenas uma vitória nos últimos oito jogos disputados.

– Provavelmente outras pessoas colherão o fruto do trabalho que estamos fazendo agora. Talvez o tempo não seja possível para mim, já que no futebol brasileiro tem que ser campeão, tem que ganhar. Se você não é campeão, vai e troca para ver se contrata outro campeão. É natural. Como alguém que trabalhou 25 anos aqui, estou tentando fazer o melhor para trazer coisas boas. Pode ser que seja neste ano ou no ano que vem, ou 2024, 2025. As coisas uma hora têm que mudar para melhor, a direção também deve estar fazendo para que melhoras aconteçam.

TABELA
> Confira jogos, classificação e simule resultados do Brasileirão-22
> Conheça o novo aplicativo de resultados do LANCE!

São Paulo x Juventude - Rogério Ceni
Ceni falou sobre contratações (Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC)