River Plate x São Paulo

Em casa, o São Paulo vai atrás de uma despedida digna após campanha frustrante (Foto: Divulgação/São Paulo)

LANCE!
20/10/2020
08:00
São Paulo (SP)

Primeiro clube brasileiro a conquistar três vezes a Copa Libertadores, o São Paulo se despede do principal torneio de clubes da América do Sul de forma melancólica em 2020. Eliminado da fase de grupos com uma rodada de antecedência, o Tricolor recebe o Binacional, nesta terça-feira, às 21h30, no encerramento do Grupo D. Como prêmio de consolação, a equipe pode faturar uma vaga para a Copa Sul-Americana.


TABELA
>Veja como está o Grupo D da Copa Libertadores 

Grande foco do São Paulo na temporada 2020, a Copa Libertadores foi um pesadelo para o clube do Morumbi. Em cinco partidas, apenas uma vitória, e derrotas frustrantes para o Binacional, no Peru, para a LDU, no Equador, e também para o River Plate, no Morumbi, na partida que sentenciou o fracasso tricolor na competição continental. 

Como não tem mais esperanças de classificação para o mata-mata e apenas cumpre tabela nesta terça-feira, o técnico Fernando Diniz estuda mandar a campo um time alternativo. O São Paulo vem de uma sequência de dez jogos no último mês e os titulares, ou parte deles, podem ser poupados para o duelo contra a equipe peruana.

Embora o clima seja de total frustração, há algo no que se apegar para levar a partida a sério - e não apenas como mero cumprimento de tabela. Em caso de vitória ou empate, o São Paulo garante a terceira colocação no Grupo D da Libertadores e, consequentemente, a vaga na segunda fase da Copa Sul-Americana - o segundo torneio da Conmebol no continente. 

Aliás, a partida vale uma bolada para as pretensões são-paulinas. Garantida a vaga na Sul-Americana, o Tricolor fatura uma premiação de 375 mil dólares (R$ 2,1 milhões na cotação anual) como premiação. É a chance de manter a motivação após uma campanha frustrante na Copa Libertadores.