Dorival Júnior testa opções para a vaga de Wellington Nem

Técnico deve dar descanso a, pelo menos, dois titulares na partida deste domingo (Érico Leonan/saopaulofc.net)

William Correia
02/03/2018
08:00
São Paulo (SP)

O São Paulo, enfim, convenceu e saiu de campo sem vaias nesta temporada na vitória por 2 a 0 sobre o CRB, na quarta-feira, no Morumbi, pela Copa do Brasil. Mas, neste domingo, diante do Linense, fora de casa, a comissão técnica pretende fazer mudanças na escalação. A ideia é diminuir o desgaste para o clássico de quinta-feira, contra o Palmeiras, no Allianz Parque.

A decisão da escalação passará pela recuperação dos titulares, com a equipe sendo montada a partir do treino fechado da tarde desta sexta-feira. Mas Dorival Júnior planeja poupar dois atletas que demonstrarem mais cansaço, já que o clube acumula 12 partidas em um mês e meio no ano.

Ao mesmo tempo em que sente a necessidade de poupar jogadores, o treinador não deseja perder a chance de dar ritmo e entrosamento a uma escalação que, enfim, fez o jogo que ele tanto treina. Por isso, recentes novidades na escalação, como Arboleda, Hudson, Valdívia e Brenner, devem seguir entre os titulares, além do goleiro Jean, que estreou na quarta-feira e continua no time, ao menos, enquanto Sidão estiver com lesão muscular.

Entre os titulares que mais atuaram na temporada, estão Marcos Guilherme, que participou de todos os jogos no ano (até saiu do banco para participar da estreia no Paulista, com um time cheio de garotos), e Militão, com 11 partidas na temporada. Paulinho Boia e Bruno, respectivamente, poderiam substitui-los.

Apesar da intenção da comissão técnica em poupar jogadores e ter um time mais inteiro no Choque-Rei, o São Paulo não vive situação completamente tranquila no Campeonato Paulista. O time inicia a antepenúltima rodada da primeira fase na liderança do Grupo B, mas com 11 pontos, apenas um acima de São Caetano e Ponte Preta e a três do São Caetano. Ou seja: uma derrota em Lins pode até deixar o Tricolor na última posição da chave.