Apresentação de Lugano como dirigente

Ídolo dos são-paulinos, o uruguaio Lugano representou o Tricolor no evento da Conmebol (Rubens Chiri / saopaulofc.net)

LANCE!
05/06/2018
11:10
São Paulo (SP)

Campeão da Copa Libertadores com o São Paulo em 2005 e atual superintendente de relações institucionais do clube do Morumbi, o uruguaio Diego Lugano analisou o Colón, adversário do Tricolor na segunda fase da Copa Sul-Americana. De acordo com o ídolo são-paulino, o sorteio foi positivo para o clube, já que o elenco não terá que fazer uma grande viagem: Argentina.

Em entrevista na zona mista do evento realizado na sede da Conmebol, na noite da última segunda, Lugano ressaltou que a competição internacional é o foco do São Paulo nesta temporada.

- Neste ano, a Sul-Americana virou um torneio que o São Paulo tem de jogar para vencer. Então, estamos tratando com seriedade. Nunca é o ideal jogar contra time argentino, mas, neste caso, pela facilidade logística, acho que o sorteio foi bom para o São Paulo. Talvez tenha times não tão fortes em outros países, mas a logística seria complicada - afirmou o cartola do Tricolor.

Os confrontos contra o Colón ainda não têm data definida. Contudo, eles devem acontecer entre os dias 18 de julho e 1º de agosto após a realização da Copa do Mundo. A partida de ida será disputada no Morumbi e a volta na cidade de Santa Fé, localizada a quase 500 km da capital Buenos Aires.

- O Colón não tem a tradição que tem o Rosario, mas é um time futebolisticamente do mesmo nível ou até superior. O São Paulo vai com a responsabilidade de passar de fase. É um torneio para vencer e sair dessa sequência de anos sem títulos - concluiu o ex-zagueiro e ídolo são-paulino.

Na última edição do Campeonato Argentino (a competição foi disputada com 28 clubes), o Colón terminou na 11ª colocação, com 41 pontos em 27 rodadas (50,6% de aproveitamento). Na primeira fase da Copa Sul-Americana, os hermanos despacharam o Zamora, da Venezuela, com duas vitórias: 2 a 0, fora de casa, e 1 a 0 em Santa Fé.