Morumbi

Mesmo com parecer favorável, eleição acontecerá neste sábado normalmente (Foto: Divulgação/São Paulo)

LANCE!
11/12/2020
17:13
São Paulo (SP)

Um grupo de conselheiros do São Paulo entrou na Justiça com um pedido de recontagem de votos para o Conselho Deliberativo do clube e recebeu um parecer favorável nesta sexta-feira, um dia antes da eleição para presidente do clube e presidente do Conselho Deliberativo do clube.

O grupo de sócios que entrou na Justiça é ligado ao candidato a presidência Roberto Natel, da chapa “Resgate Tricolor”, mas não há participação dele no pedido. A Assembleia Geral dos Sócios aconteceu no dia 28 de novembro e elegeu 100 novos membros do Conselho Deliberativo, sendo que 74 deles são ligados ao oponente de Natel, Julio Casares. O restante (26) foi de conselheiros que apoiam Natel.

A Juíza Monica Lima Pereira emitiu um parecer nesta sexta-feira (11), um dia antes da eleição para presidente do São Paulo, dizendo que “diante do receio de tornar impossível a verificação dos fatos e diante da evidente urgência da medida, a hipótese dos autos é de acolhimento parcial do pedido para determinar ao clube requerido que preserve intactos todos os documentos, equipamentos e dados relacionados com a Assembleia Geral Ordinária realizada em 28 de novembro”.

O novo episódio, no entanto, não altera a realização da eleição para presidente do Conselho Deliberativo do São Paulo, que ocorrerá neste sábado, com votos dos 100 conselheiros eleitos no dia 28 e mais 151 conselheiros vitalícios.

> TABELA
Confira a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro

O documento ainda afirma que o perito nomeado terá de retornar com seus horários disponíveis em até cinco dias e, após tudo acordado, o laudo deverá ser entregue em até 30 dias. A eleição convocada para sábado permanece inalterada, porque o pleito não é objeto da ação movida pelos conselheiros.

Ainda segundo a documentação, os conselheiros afirmaram no pedido de recontagem que, durante a votação, “teriam ocorrido incidentes no sistema de informático. Alegam que, quando da apuração, os votos contabilizados não estavam de acordo com aqueles atribuídos a cada candidato. Suspeitam de fraude, falha ou manipulação na apuração dos votos, ressaltando que tais fatos podem gerar nulidade da eleição”.

Roberto Natel chegou a pedir abertamente a recontagem dos votos após ver que 74 novos membros eleitos eram ligados ao seu oponente no pleito à presidência da Diretoria, Julio Casares. No entanto, dias depois, a assessoria do candidato afirmou que ele não daria continuidade ao pedido.

pedido rdcontagem
Parte do documento emitido hoje (11) (Foto: Reprodução)

* Nota atualizada às 19h25