Elenco do São Paulo

Elenco reunido no vestiário do Morumbi: momento-chave do ano - FOTO: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Alexandre Guariglia e Fellipe Lucena
07/03/2020
07:15
São Paulo (SP)

Derrotado por 2 a 1 pelo Binacional (PER) na rodada inaugural da Libertadores, em Juliaca, o São Paulo usará a partida contra o Botafogo-SP, às 16h deste domingo, no Estádio Santa Cruz, para dar rodagem a atletas que vêm jogando pouco e recarregar as baterias dos titulares para uma série de três "finais" no Morumbi. Dos atletas escalados frequentemente, só Tiago Volpi foi relacionado.

Depois da partida em Ribeirão Preto, o Tricolor jogará em sequência com LDU (quarta-feira, dia 11, pela Libertadores), Santos (sábado, dia 14, pelo Paulistão) e River Plate (terça, dia 17, pela Libertadores). O jogo seguinte também será no Morumbi, mas com menor apelo: contra o Red Bull, sábado, dia 21, também pelo Paulistão.

Depois dessa maratona caseira, o São Paulo terá 13 dias livres devido à data-Fifa das rodadas inaugurais das Eliminatórias. O time volta a campo para encerrar sua participação na primeira fase do Paulistão em 1º de abril, fora de casa, contra o Guarani.

No Paulistão, a situação do Tricolor é confortável: a quatro rodadas do fim da primeira fase, o time lidera o Grupo C com 15 pontos, dois a mais que o vice-líder Mirassol, e com seis de vantagem para Inter de Limeira e Ituano.

Na Libertadores a situação é mais delicada após o tropeço na altitude. A LDU, adversária da próxima quarta-feira, venceu o River por 3 a 0 e lidera o grupo ao lado do Binacional, com três pontos. O River vai receber o Binacional e é favorito, ou seja, a chance de o São Paulo terminar a segunda rodada na lanterna da chave se não vencer é grande.

A delegação retornou do Peru na manhã de sexta-feira e ganhou folga. O único treino antes do jogo contra o Botafogo-SP foi na manhã deste sábado. 

Uma possível equipe tem Volpi, Diego, Luan, Anderson Martins e Everton; Liziero, Shaylon e Hernanes; Toró, Brenner e Tréllez.