Bruno Grossi
01/02/2017
06:10
São Paulo (SP)

O São Paulo pode receber até R$ 50 milhões pela venda de David Neres ao Ajax (HOL), concretizada na última terça-feira, mas agora precisa resolver os efeitos da saída do garoto para o elenco de Rogério Ceni. O técnico, que não desejava perder peças do ataque, setor mais fragilizado no grupo, agora busca alternativas internas enquanto a diretoria tenta a volta de Rogério, do Sport.

Na referência, a briga deve ficar mesmo restrita a Chavez e Gilberto, com Cícero sendo improvisado esporadicamente. Já pelos lados, o número de opções de ofício caiu para três: Wellington Nem e Luiz Araújo, os titulares durante a pré-temporada, e Neilton. Sem Neres e com maratona de jogos à vista durante fevereiro, improvisações podem acontecer.

Todas elas já aconteceram durante a pré-temporada. No jogo-treino contra o Columbus Crew (EUA) em Cotia, no último domingo, o meia Cueva começou aberto pela esquerda, com Nem na direita e Chavez centralizado. Shaylon e Wesley foram outros que trocaram a armação centralizada para atuarem como pontas nos jogos-treinos.

Chavez, em alguns minutos contra o Corinthians na Florida Cup e na última rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado, também jogou aberto pela esquerda. A função era exercida por ele no Boca Juniores (ARG) em algumas partidas, mas reduz a velocidade que Ceni pretende impor ao time.

A principal esperança agora é conseguir antecipar o retorno de Rogério, que ficaria emprestado ao Sport até maio. Como o clube pernambucano tinha se interessado em contar com volante Wellington, o Tricolor tenta viabilizar negócio conjunto.