São Paulo 2x2 Santos - Final do Paulista, única final com gol de Rogério Ceni - 18/6/2000

Rogério Ceni comemora seu gol de falta na decisão contra o Santos (Foto: Nelson Almeida/L! Sportpress)

LANCE!
18/06/2020
13:45
São Paulo (SP)

Há 20 anos, em 18 de junho de 2000, o São Paulo sagrou-se campeão paulista pela 20ª vez ao empatar por 2 a 2 com o Santos no Morumbi - o Tricolor vencera o jogo de ida por 1 a 0, também no Morumbi, com um gol de França.

Na volta, os gols são-paulinos foram de Rogério Ceni e Marcelinho Paraíba, ambos de falta. Este é o único gol do goleiro em uma final ao longo de sua carreira.

- Foi um gol de falta lindíssimo, um dos mais bonitos que eu fiz na minha carreira, o único em decisões. Eu não esperava, logicamente, chegar a um número tão grande de gols. Naquela época era o começo de tudo, eu acho que não tinha 15, 20 gols na carreira. Mas foi um gol muito importante, que me deu força para que pudesse dar continuidade em bater faltas, me aprimorar todos os dias - disse Rogério Ceni, hoje técnico do Fortaleza, em conversa com Levir Culpi no canal do ex-treinador no Youtube.

- Fiquei sabendo que alguns técnicos não deixavam o Rogério bater faltas, mas não os culpo, pensavam de uma outra maneira. Só que eu via de outra maneira também, eu achava até que somava ao espetáculo. Imagine ter um goleiro fazendo algumas coisas que ninguém faz? Eu achava muito interessante. Eu não me opunha nunca, mesmo porque ele tinha competência, ele era bom. Se fosse um cara ruim, não batesse bem na bola, talvez eu não deixasse, mas ele provava que tinha competência - emendou Levir.

- Daquele time a gente pode destacar a amizade. Nós fomos jogar em Sinop na Copa do Brasil, fizemos um grande churrasco pós-jogo na casa do meu irmão, se não me engano. Havia companheirismo, amizade entre todos. Tínhamos ótimos valores. Eu gostava do Vagner no meio de campo, o Raí jogando muito bem, era um ótimo time, ótimo ambiente de trabalho. Talvez tenha sido isso que fez o time campeão - concluiu Rogério.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 2 SANTOS


Data: 18/6/2000
Estádio: Morumbi, em São Paulo
Árbitro: Alfredo dos Santos Loebeling (SP)
Gols: Dodô (SAN), aos 29 do 1º tempo, Rogério Ceni (SP), aos 39 do 1º tempo; Rincón (SAN), aos 9 do 2º tempo, e Marcelinho Paraíba (SP), aos 23 do 2º tempo.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Belletti, Edmílson, Rogério Pinheiro e Fábio Aurélio; Maldonado, Vágner, Raí (Fabiano) e Marcelinho Paraíba; Edu (Carlos Miguel) e Evair (Sandro Hiroshi). Técnico: Levir Culpi.

SANTOS:
Carlos Germano, Baiano, Claudiomiro, André Luís e Rubens Cardoso; Anderson Luís, Rincón, Valdo (Deivid) e Robert; Caio (Márcio Santos) e Dodô. Técnico: Giba.