LANCE!
12/08/2018
18:56
São Paulo (SP)

Diego Aguirre deixou a Ilha do Retiro muito satisfeito com o desempenho do São Paulo na vitória por 3 a 1 sobre o Sport, que valeu a manutenção da liderança do Campeonato Brasileiro, mas manteve a postura de não se empolgar quando o assunto é a possibilidade de título. Favoritismo? Nem pensar.

- Isso eu não falo. Em nenhum momento eu iria falar que o São Paulo é favorito. Estamos bem, em um campeonato difícil, com muito jogo pela frente. Temos que trabalhar cada vez mais, porque tem muito jogo e vamos encontrar muitas dificuldades. Não podemos falar de favorito, de campeão, nada - disse o uruguaio.


O treinador avalia que sua equipe foi superior ao Sport do início ao fim do jogo e soube se comportar de acordo com os momentos da partida, inclusive quando Marlone diminuiu a desvantagem dos donos da casa para 2 a 1 aos 40 minutos do segundo tempo e gerou alguns minutos de tensão até Tréllez fazer o terceiro e fechar o placar.

- Quando você recebe um gol no fim, é normal que o adversário cresça. Sofremos um pouco nos últimos minutos, mas faz parte. Foi bom, porque sofremos o gol e fomos buscar o terceiro, que deu tranquilidade. Estou feliz, realmente, porque os jogadores estão mostrando um alto nível e temos que continuar assim - declarou Aguirre.

- Valorizamos a bola, tivemos personalidade para administrar os momentos do jogo. Quando estávamos ganhando, o time não perdeu a bola, teve muita qualidade para jogar. Em todo momento estávamos ameaçando o Sport, porque as transições foram muito boas, com Rojas, com Everton. Fizemos um jogo muito bom do princípio ao fim.

O São Paulo fecha sua participação no primeiro turno do Brasileirão às 19h do próximo domingo, contra a Chapecoense, no Morumbi. Antes, às 21h45 de quinta-feira, o time visita o Colón em busca de uma vaga nas oitavas de final da Sul-Americana. O primeiro jogo, no Morumbi, terminou com vitória argentina por 1 a 0. 

- Temos que tentar ganhar e classificar. Não dou prioridade ao Brasileiro. São duas competições importantes e queremos passar. Vamos com força máxima sempre, jogue quem jogue. É possível que faça alguma mudança, mas faz parte do planejamento. Teremos um time muito forte na Argentina - completou Aguirre, que disse durante a semana que fará mudanças na equipe nos próximos jogos, devido ao calendário apertado.