Internacional x Santos

Inter chegou a ter 72% de posse de bola (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Fábio Lázaro
13/08/2020
21:25
Santos (SP)

O Internacional não tomou conhecimento do Santos, e pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, venceu por 2 a 0, no Beira Rio, na noite desta quinta-feira (13).

O Colorado abriu o placar aos 11 minutos do segundo tempo, com Paolo Guerrero, nos únicos minutos em que o Peixe esboçava uma superioridade em campo. Após jogar no erro santista, que abusou de errar passes e dar espaços, o Inter matou o jogo aos 42 minutos da etapa final, com Edenílson.

INTER DOMINA O PRIMEIRO TEMPO

O Internacional foi amplamente superior no primeiro tempo. O time teve 72% da posse de bola e finalizou dez vezes mais, mas não conseguiu traduzir o domínio dos primeiros 45 minutos em gols. Nas principais oportunidades, parou no goleiro Vladimir, além de Thiago Galhardo ter desperdiçar uma chance estando embaixo da trave, mas mandando para fora.

O técnico Cuca, do Peixe, que havia entrado em um esquema diferente do tradicional, com três zagueiros e sem centroavantes, fez a primeira mudança logo aos 15 minutos de jogo, aproveitando um desconforto muscular do zagueiro Luiz Felipe, para inserir o atacante Kaio Jorge, e voltando ao sistema tradicional, com quatro defensores, três meio-campistas e três atacantes.

Mesmo com o retorno ao esquema de origem, o Alvinegro Praiano não se achou em campo na primeira etapa, e o único momento de ligeiro perigo foi no último minuto, em uma cobrança de falta de Marinho pelo lado direito ofensivo, que Kaio Jorge desviou de cabeça por cima do gol.

SANTOS VOLTA MELHOR

Para o segundo tempo, Cuca mudou novamente o time, com entrada de um quarto atacante, Tailson, no lugar do meia Diego Pituca, e do volante Jobson, no lugar do meio-campo Carlos Sánchez. Nos primeiros dez minutos da etapa final o time teve o seu único bom momento do jogo.

INTER MARCA NO ERRO SANTISTA

Foi no momento em que o Peixe era melhor, que o Inter saiu na frente do marcador. Felipe Jonatan foi tentar proteger uma bola longa do Colorado, que sairia pela linha de fundo, mas Thiago Galhardo conseguiu recuperar a posse, tocando para trás, e o lateral-direito Saravia cruzou de primeira, na cabeça de Paolo Guerrero, que abriu o placar.

VAR ANULA GOL DO PEIXE

Após sofrer o gol, o Santos que dava indícios de evolução, apagou de vez. O time afrouxou a marcação, deu espaços ao Inter, que, por sua vez, criou boas oportunidades, principalmente em finalizações de média distância, mas pecando na definição.

Os 33 minutos do segundo tempo, o Alvinegro Praiano encontrou um gol, que foi bem anulado pela arbitragem de vídeo. Em um momento isolado do jogo, Soteldo recebeu pelo lado esquerdo de ataque, amorteceu a bola no peito e encontrou Kaio Jorge muito bem posicionado entre os zagueiros da equipe gaúcha. O atacante aproveitou a dividida com o goleiro Marcelo Lomba, mas a bola tocou no braço do atleta antes de entrar.

GOLPE DE MISERICÓRDIA DO COLORADO

Aos 42 minutos do segundo tempo, o Internacional liquidou a partida, depois de inúmeras chances desperdiçadas. Em uma boa troca de passes contra a entregue zaga do Santos, Paolo Guerrero tocou de calcanhar e encontrou Edenílson que saiu na cara do goleiro Vladimir e tocou por cobertura.

VLADIMIR FAZ BOA PARTIDA

A menção honrosa do Santos no jogo ficou com o goleiro Vladimir, que, assim como no empate em 1 a 1 contra o Bragantino, pela primeira rodada do Brasileirão, fez pelo menos três boas defesas. O camisa um chegou à competição nacional muito contestado pela torcida.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2 X 0 SANTOS


Estádio: Beira Rio, Porto Alegre (RS)
Data/hora: 13/08/2020, 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RS)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ)
Árbitro de vídeo: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Público/renda: sem público
Cartões amarelos: Edenílson (Internacional); Lucas Veríssimo, Kaio Jorge e Marinho (Santos)
Cartões vermelho: -

GOLS: 
1-0 Guerrero (11'/2T)
2-0 Edenílson (42'/2T)

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Saravia, Bruno Fuchs, Victor Cuesta e Moisés; Rodrigo Lindoso, Edenílson (D'Alessandro, 45'/2T), Boschilla (Marcos Guilherme, 41'/2T), Patrick e Thiago Galhardo (Musto, 33'/2T); Paolo Guerrero. Eduardo Coudet. 

SANTOS: Vladimir; Pará, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe (Kaio Jorge, 18'/1T), Luan Peres e Felipe Jonatan (Madson, 19'2T); Alison (Ivonei, 19'/2T), Diego Pituca (Tailson, intervalo) e Carlos Sánchez (Jobson, intervalo); Marinho e Soteldo. Cuca.