Gabriel Calabres

Calabrês disputou apenas dois gols pelo profissional do Santos (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/SantosFC)

LANCE!/DIÁRIO DO PEIXE
31/05/2021
08:00
SANTOS (SP)

O Cianorte, adversário do Santos na Copa do Brasil, tem com um dos seus destaques um jogador bem conhecido dos torcedores do Peixe, o meia Gabriel Calabrês. Ele foi destaque na Copa São Paulo de Juniores de 2018 com a camisa santista e foi promovido ao profissional pelo técnico Jair Ventura.

Apesar da grande expectativa da torcida, Calabrês teve poucas oportunidades para mostrar seu futebol no Santos. Ao todo, foram apenas duas partidas pela equipe profissional, sendo uma no Campeonato Paulista e outra no Campeonato Brasileiro. Ele entrou em campo em apenas 24 minutos.

>> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Após a saída do Santos, ele acertou com o Cianorte, passou pela Chapecoense e pelo Botafogo-SP, mas voltou para o clube paranaense na atual temporada. O lLANCE!/DIÁRIO DO PEIXE falou com o jogador antes do confronto. Confira.

Confira a entrevista completa:

Como você enxerga sua passagem pelo Santos?

R: Sou muito grato ao Santos Futebol Clube. Tenho enorme orgulho por ter jogado em um grande clube do futebol brasileiro e poder ter vestido essa camisa gloriosa. Acredito que minha passagem pelo Santos foi boa. Fui destaque da Taça São Paulo e fui promovido ao elenco profissional. Pude evoluir como pessoa e como atleta profissional no Santos.

Na base você era visto como uma grande promessa, mas acabou não vingando no profissional. O que aconteceu?

R: Sempre quis me destacar no profissional do Santos assim como me destaquei na base, para continuar minha evolução. Sempre me esforcei muito para ter meu espaço no time principal. Mas, no futebol, em alguns casos, as coisas fogem do nosso controle.

Como está sendo sua experiência no Cianorte?

R: Está sendo uma grande experiência. Tenho muito a agradecer ao Cianorte, por confiar no meu trabalho, e aos profissionais do clube, que me ajudam a evoluir a cada dia. Graças ao Cianorte, tenho alcançado meus objetivos e também tenho ajudado o clube a crescer também.

A estrutura do Cianorte hoje é muito valorizada. Isso facilita o trabalho e a sua crescente?

R: O Cianorte proporciona uma ótima estrutura para os jogadores. Aqui tenho crescido muito como atleta. Aos poucos, o clube está conquistando seu espaço no cenário nacional e demonstrando que, com ótima estrutura e profissionais capacitados, pode chegar longe. Todos que estão aqui são muito valorizados no mercado e podem buscar grandes objetivos.

A sua rescisão com o Santos causou estranheza?

R: Minha rescisão foi tratada entre Santos e os meus empresários. Não tenho conhecimento sobre os detalhes.