José Carlos Peres e Jorge Sampaoli - Santos

Sampaoli deixou o Santos após um ano, sem ganhar títulos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Fábio Lázaro
26/09/2020
14:30
Santos (SP)

A saída de Jorge Sampaoli do Santos, em dezembro do ano passado, aparentemente ainda não é assunto superado pelo presidente santista, José Carlos Peres, que em entrevista à ESPN Brasil, na última sexta-feira (25) voltou a falar sobre o ex-treinador.

Elogiado como profissional, o atual comandante do Atlético-MG teve a sua postura “gastona” criticada por Peres, que afirma que o Peixe fez dívidas por conta de pedidos de atletas do argentino, que acabaram não rendendo em campo.

– Sampaoli é jogo duro, fizemos dívidas por causa dele. Jogadores cobrados em coletiva não renderam. Fizemos 12 contratações. Teve resultado ótimo, extraordinário treinador. Pontuação de campeão brasileiro – afirmou o presidente santista em entrevista.

O caso entre as partes está na Justiça do Trabalho, com julgamento previsto para a próxima terça-feira (29). A defesa do Santos alega que Sampaoli pediu desligamento antes da data mínima prevista para que ele deixasse o clube sem a necessidade pagamento de multa rescisória e, portanto, deve R$ 10 milhões ao Peixe. Já o treinador alega pendências financeiras, como ausência no recolhimento de FGTS e da premiação pela classificação à Libertadores via Campeonato Brasileiro, e cobra um valor próximo a R$ 5 milhões.