Soteldo

Soteldo apresentou novo visual na volta aos treinos (Foto: Ivan Storti/Santos)

Fábio Lázaro*
10/07/2020
11:07
Santos (SP)

Quem não deu uma “surtada” na quarentena e quis mudar algo radicalmente que atire a primeira pedra. O atacante Soteldo canalizou a ansiedade do isolamento com as mudanças no estilo do cabelo, notada no retorno do Santos ao CT Rei Pelé há duas semanas.

Contudo, o venezuelano já deixou claro que quando os jogos voltarem, e agora já com data prevista, dia 22 de julho, ele retomará o seu visual habitual, que considera inspirado na animação Dragon Ball Z.

– Era uma brincadeira para os treinos, mas, quando os jogo s começarem, vou cortar e voltar com o Super Sayajin – disse ao site oficial do Peixe.

Na série, Super Sayajin é uma transformação avançada que alguns integrantes da raça Sayajin, com poderes avançados, utilizam. Cabe conferirmos se o movimento capilar do camisa dez aumentará a sua força em campo, como no desenho animado.

Independentemente disso, o atacante já é um dos principais jogadores do Peixe. No clube desde o ano passado, conquistou a torcida e consolidou-se como titular. Na última temporada, foram 51 jogos e 12 gols. Neste ano, já são oito partidas, ainda sem balançar as redes.

Ansiedade para volta dos jogos

Cheio de vontade de jogar, Soteldo admitiu a expectativa para entrar em campo, mesmo que nesta retomada do Paulistão as partidas sejam realizadas sem a presença dos torcedores.

– Estou muito ansioso. Mais de quatro meses sem um jogo oficial é muito tempo, e oque mais gostamos de fazer é jogar futebol, Mesmo que sem público, por tudo que está acontecendo no mundo, vamos entrar em campo e desfrutar ao máximo – afirmou o jogador.

No dia 22, o Alvinegro Praiano recebe o Santo André, líder geral do Estadual, pela 11ª rodada da competição, ainda sem local definido. O Peixe deseja receber o jogo na Vila Belmiro, mas esbarra na condição da Baixada Santista no Plano São Paulo, medida de reabertura consciente do governo do Estado. Apenas cidades na “fase amarela” da iniciativa poderão sediar eventos esportivos e até momento Santos e Região encontram-se na “fase laranja”.

* Sob supervisão de Vinícius Perazzini