Atlético GO x Santos

Jean marcou o seu quinto gol no Brasileirão 2020 (Foto: Divulgação/Twitter Atlético GO)

LANCE!
06/02/2021
21:56
São Paulo (SP)

Em partida válida pela 34ª rodada do Brasileirão 2020, Atlético Goianiense e Santos empataram pelo placar de 1 a 1 no Estádio Antônio Accioly. Com o resultado, o Dragão chegou aos 46 pontos e está em 12º lugar. Já o Peixe subiu para 10ª colocação, com 47 pontos ganhos, mas ainda não encostou nas equipes que brigam por uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores.

Primeiro tempo sonolento com pouca verticalidade

A primeira etapa do jogo não foi nada animadora para quem assistia o duelo em Goiânia, as duas equipes construíam os ataques com muita lentidão e apostavam mais nos contra-ataques, não permitindo que ambas as equipes chegassem com perigo as metas defendias pelos goleiros. O gramado muito molhado também não ajudou, tirando muita velocidade de jogadas ofensivas, pois a bola prendia no gramado mais do que o normal.


A posse de bola do Santos foi bem maior, entretanto faltou oferecer perigo ao gol de Jean e muitos cruzamentos foram desperdiçados pois tinha somente Kaio Jorge para disputar as bolas aéreas na área. Os mandantes também não foram muito mais perigosos, porém sabiam melhor o que fazer com a bola.

Jogo truncado? O artilheiro resolve!

O Atlético buscou as jogadas pelo lado direito tentando aproveitar o buraco deixado por Felipe Jonatan e foi por lá que os mandantes conseguiram o lance do pênalti polêmico no lateral Dudu, que foi derrubado por Alison na grande área. O goleiro Jean chamou a responsabilidade e converteu a cobrança, colocando o Dragão na frente e se isolando na artilharia da equipe com cinco gols marcados.


Segundo tempo começou com mais ousadia, mas ainda deixava a desejar

Na etapa final, Cuca mexeu na configuração tática da equipe e lançou os seus jogadores para o ataque, chegando a usar quatro atletas dentro da área para aproveitar os cruzamentos e o Atlético seguia apostando nos contra-ataques e buscando algum erro na construção das jogadas dos visitantes.

Com a chegada de um número maior de santistas no ataque, o Dragão passou a se defender ainda mais e proteger o gol defendido por Jean, matando a alternativa de cruzamentos do Peixe e não deixando que as jogadas individuais infiltrem, deixando Soteldo muito apagado quando o venezuelano ficava preso na ponta esquerda, precisando se movimentar para receber a bola.

Soteldo passou a buscar mais o jogo e o Santos mudou de postura

Cuca foi colocando homens de ataque ao longo do segundo tempo e tentou aproveitar a superioridade numérica em campo após a expulsão de Matheus Vargas do Atlético Goianiense, assim Soteldo passou a ser o principal alvo, criando as jogadas da esquerda para o meio.

Após cruzamento vindo da direita, a bola foi desviada e bateu no braço do jogador mandante, sendo assinalado pênalti para o Santos e que foi convertido por Marcos Leonardo, recolocando a equipe da Baixada na partida. Veja o gol:


Depois do gol, o ataque do Santos passou a criar diversas chances colocou o goleiro Jean para trabalhar, principalmente pelo lado do venezuelano, que começou a fazer o que sabe de melhor e infernizou a defesa adversária. O Atlético passou a se defender apenas, deixando muito espaço para os atacantes santistas trabalharem como gostam. Apesar de toda a pressão final, a partida terminou empatada em 1 a 1.

Na próxima rodada, o Atlético-GO visita o Athletico Paranaense, na Arena da Baixada, no dia 14 de fevereiro. Já o Santos enfrenta o Coritiba, na Vila Belmiro, no dia 13 de fevereiro.

ATLÉTICO-GO 1 x 1 SANTOS
Local:
Estádio Antônio Accioly (GO)
Data-Hora: 06/02/2021 – 21h00
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Luiz Claudio Regazone (RJ)
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Público/renda: SEM PÚBLICO
Cartões amarelos: Éder e João Victor (ATG); Alison e Felipe Jonatan (SAN)
Cartões vermelhos: Matheus Vargas (ATG)
Gols: (ATG) Jean (33’/1ºT); (SAN) Marcos Leonardo (34'/2ºT)(SAN)

ATLÉTICO-GO: Jean; Dudu, João Victor, Éder e Nicolas; Maranhão e Marlon (Oliveira, 50'/2ºT); Wellington Rato (Danilo, 22'/2ºT) (Gilvan, 39'/2ºT), Matheus Vargas e Janderson (Chico, 22'/2ºT); Zé Roberto (Vitor, 22'/2ºT).

SANTOS: João Paulo; Pará, Luan Peres, Laércio e Felipe Jonatan; Alison Ivonei, 10'/2ºT) e Vinícius Balieiro (Marcos Leonardo, 37'/2ºT); Soteldo, Lucas Braga (Ângelo Borges, 42'/2ºT) e Arthur Gomes (Jean Mota, 00'/2ºT); Kaio Jorge (Bruno Marques, 10'/2T).