Santos x Corinthians Gustavo Henrique

Santos venceu por 1 a 0, mas foi eliminado nos pênaltis (Foto: Eduardo Carmim/Photo Premium/Lancepress!)

Thiago Ferri
08/04/2019
22:45
São Paulo (SP)

O Santos fez muito mais do que o Corinthians nesta segunda-feira para avançar à final do Campeonato Paulista. Depois de perder na arena do rival, martelou desde o início do clássico, dominou ainda mais no segundo tempo e conseguiu o gol no fim que levaria a decisão para os pênaltis. Eliminado após vencer no tempo normal por 1 a 0, o time alvinegro recebeu muitos aplausos dos 38 mil santistas que assistiram à semifinal do Paulista.

E de fato, a equipe de Jorge Sampaoli tentou de tudo para devolver o 2 a 1 sofrido na ida. Ao todo, foram 23 finalizações a favor (11 certas) contra apenas três contra, 68% de posse de bola, 473 passes certos, contra apenas 126 do Corinthians. Domínio completo da equipe da Baixada.

Com Pituca improvisado na lateral esquerda, Jorge Sampaoli abriu assim espaço para uma escalação mais ofensiva. Enquanto Alison era o jogador de contenção, Sánchez com a bola ia para a ponta direita, com Soteldo aberto do outro lado.

Sem um 9, a solução de encontrada pelo técnico argentino no primeiro tempo foi sempre ter na área ao menos dois dos três homens de frente: Cueva, Jean Mota e Derlis González. Quando atacava, o Santos tinha cinco jogadores na última linha.

Mas as jogadas de fundo resultavam em cruzamentos dificilmente aproveitados por um time que não contava com nenhum jogador na frente de pelo menos 1,80m. A melhor chance veio por baixo, com Jean Mota, e só não resultou em gol por uma grande defesa de Cássio.

O goleiro corintiano se tornaria depois do intervalo o principal adversário no clássico. Cueva saiu no intervalo para a entrada de Rodrygo e assim Sánchez passou a jogar mais próximo da área, com o garoto aberto pela direita. Assim, o Santos subiu de produção.

As chances começaram a aparecer cada vez mais, mas Cássio ia realizando uma defesa complicada atrás da outra. Se durante todo o tempo o Peixe sentiu falta de um centroavante, o zagueiro Gustavo Henrique desempenhou este papel para de cabeça fazer o Pacaembu explodir no fim do jogo: 1 a 0.

Vanderlei, ao pegar o pênalti de Boselli, logo o primeiro do Corinthians, aumentou a expectativa santista. Mas os erros de Kaio Jorge e Victor Ferraz acabaram decisivos para a eliminação.

O desempenho, contudo, deixou a torcida orgulhosa. Afinal, o Santos dominou a segunda semifinal. Com os reforços que Sampaoli ainda sonha ter (especialmente um 9), o Peixe é um time com futuro promissor.