Renato, Cueva e Peres

Cueva foi contratado pelo Santos por R$ 26 milhões, que serão pagos em quatro parcelas (Arthur Faria/Lancepress)

Arthur Faria
14/02/2019
16:55
Santos (SP)

Cueva não vê seu regresso ao Brasil como revanche. O meia deixou o São Paulo por atos indisciplinares, em 2018. Agora o jogador entende que deve ao Santos por mais uma oportunidade no futebol brasileiro.

- Não é uma revanche por ter que demonstrar algo. Santos é grande, olhou para mim, se esforçou, devo ao Santos. Não é que eu não fui feliz, fui feliz, tive momentos bons, não tenho nada de reclamar de mim ou do clube. O clube, quando me brindou a possibilidade de vir, me fez feliz. Aprendi muito no São Paulo, no Brasil e como qualquer ser humano nos equivocamos, temos erros e não creio que isso haja cortado relações no São Paulo. Se perguntar lá, vão falar muito bem de mim - explicou o jogador, em sua apresentação no CT Rei Pelé.

O meia vem ao Santos após jogar seis meses no Krasnodar, da Rússia. O Peixe pagará cerca de R$ 26 milhões em quatro parcelas somente a partir de 2020.

Cueva ainda elogiou a história do Santos. Ele espera deixar uma marca positiva durante sua passagem pelo Peixe.

- Grande história, grandes jogadores que deixaram marca no clube. Fico muito grato e feliz por estar num clube grande como o Santos. Quando houve a oportunidade de voltar ao país, com um futebol que eu fui bem e sinto assim, aprendi muito coisas positivas e outras negativas que me amarguraram. O que eu queria era ser feliz, jogar, estar numa equipe como o Santos, grande, e dar o melhor de mim. Também deixar minha marca aqui da melhor maneira - disse o meia.

Além do camisa 8, o Santos contratou o goleiro Everson, o zagueiro colombiano Felipe Aguilar, o volante Jean Lucas e o meia-atacante venezuelano Yeferson Soteldo.