Cadu, lateral-direito do sub-17 do Santos, entregou uma chuteira à criança, que ajudou seu irmão

Cadu, do sub-17 do Santos, deu de presente uma chuteira ao garoto que ajudou seu irmão (Reprodução/Instagram)

Arthur Faria
01/07/2019
15:18
Santos (SP)

Um gesto de solidariedade chamou atenção das pessoas que foram assistir a um jogo de futsal, na quadra dos Portuários, em Santos, no último domingo. Após uma dividida perto do final da partida, o garoto Bruno do Nascimento, de 7 anos, foi ajudar Gabriel Silva, também de 7 anos, que estava caído no chão. 

O jogo terminou, o time de Nascimento, o Ocian Clube, venceu o torneio, mas ele seguiu ainda amparando seu adversário, que sentia muitas dores. O vídeo circulou pelas redes sociais. A criança solidária compartilhou em seu Instagram com os dizeres: 'Não importa, é meu amigo'.

O que o garoto não sabia é que Gabriel Silva é irmão de Cadu, lateral-direito do sub-17 do Santos e 'sparring' do técnico Jorge Sampaoli. O atleta da base se emocionou com a postura e deu uma chuteira de campo de presente ao menino.

- Nós estamos vendo tantas tragédias ultimamente. É uma coisa tão emocionante você se deparar com uma atitude tão grande e expressiva vindo de uma criança - contou Cadu ao LANCE!

Bruno do Nascimento recebeu a chuteira de Cadu
Bruno do Nascimento recebeu uma chuteira de Cadu (Arquivo pessoal)

- Meu pai viu no Instagram da 'Lefsantosocial', que é a organizadora do campeonato onde eles estavam disputando, e apareceu a postagem do garoto Bruno com meu irmão caído no chão e com a frase “Não importa é meu amigo”. Isso chamou muita a atenção do meu pai, ele tirou um print e me mandou. Meu pai entrou em contato com o garoto e o pai dele para elogiar a atitude. Vimos que o garoto era torcedor fanático pelo Santos e, junto com meu pai, resolvemos presentear o garoto pela bela atitude. Isso foi muito gratificante para nós - afirmou o lateral-direito. 

Bruno mandou uma mensagem a Cadu após receber a chuteira. Ele disse que espera vê-lo atuar no profissional do Santos nos próximos anos. 

- Muito obrigado pela chuteira que você me deu, que Deus te abençoe sempre e adorei te conhecer. O azul é a cor que mais gosto, adorei! Eu quero te ver jogando no time principal do Santos. Obrigado! - falou a criança. 

Mesmo com presentes valiosos envolvidos na história, desta vez, quem ganhou mais foi o esporte, que recebeu premiações de caráter, solidariedade e amizade.