Conselho do Santos

Em 2020, todas as reuniões do Conselho Deliberativo santista foram virtuais (Foto: Arthur Faria/Lancepress!)

Fábio Lázaro*
02/09/2020
00:34
Santos (SP)

O Conselho Deliberativo do Santos votou favoravelmente ao prosseguimento dos estudos da Comissão Eleitoral para o pleito presidencial previsto para dezembro, que prevê a aplicação do voto a distância. No total, 105 votos foram favoráveis e 42 contrários.

Contudo, isso não significa que teremos mecanismos para a participação não presencial já para a eleição deste ano. Com a aprovação dos conselheiros, os estudos para viabilização ganhou força e serão intensificados.

Antes do início das discussões, o presidente do Conselho Deliberativo, Marcelo Teixeira, esclareceu a os demais membros que o teor da votação quanto ao estudo sobre o voto virtual elaborado pela Comissão Eleitoral, seria para o prosseguimento dos trabalhos e não o início do processo de aplicação do mecanismo para a eleição presidencial. A fala do líder da Mesa Diretora do Egrégio pegou alguns conselheiros de surpresa, pois era imaginado que a aprovação significaria a confirmação do voto a distância para o pleito deste ano.

Houve, então, algumas sugestões, como o prosseguimento da reunião sem a votação, para que na próxima videoconferência a definição acontecesse e também o pedido de retirada da pauta para evitar a recusa do Conselho com consequente congelamento a discussão visando a disputa presidencial desse ano. A segunda opção envolveu até uma enquete, com 68 votos favoráveis a retirada e 67 contrários.

Mesmo com a maioria simples optando pela finalização da pauta, a Mesa Diretora esclareceu novamente o ponto inicial e o pedido de suspensão foi derrubado, dando prosseguimento ao processo de votação, que definiu pela manutenção dos estudos.

A reunião durou cerca de cinco horas e meia e foi bastante tensa, com discussões e falas acaloradas de conselheiros em mais de uma oportunidade.

* Sob supervisão de Vinícius Perazzini