Paulo Autuori

Paulo Autuori é o novo diretor de futebol (Foto: Ivan Storti)

Gabriela Brino
22/07/2019
20:03
Santos (SP)

O presidente do Santos, José Carlos Peres, anunciou na noite desta segunda-feira a contratação de Paulo Autuori como novo diretor de futebol do Santos. Na entrevista coletiva, o novo funcionário valorizou Renato, executivo de futebol afastado da função por problemas pessoais, e explicou que pretende contar com o ex-jogador no trabalho no clube.

Apesar de não estar presente no CT Rei Pelé, Renato ajuda a diretoria à distância. Ainda existe a expectativa de que ele retorne ao trabalho no dia a dia do clube.

- Renato é fundamental, não se pode perder esse caráter e experiência. Não se pode perder essa oportunidade. Será peça fundamental, que se sinta útil e participativo - disse Paulo Autuori. 

Peres também falou a respeito do assunto:

- Renato teve problemas familiares, pediu tempo para resolver. Tenho conversado bastante com ele e me disse que estava impedido de viajar. Ele me liberou para contratar um executivo, ele ficou muito feliz de saber o nome do Paulo. Era primeira e única opção. Eu e Renato estamos muito bem, com comunicação boa. Ficou feliz com a vinda e eu fiquei mais feliz ainda quando ele aprovou a escolha. Sem eu nem tocar no assunto, Paulo disse que Renato era importante - completou o presidente José Carlos Peres.

Apesar de ter também uma longa carreira como técnico, Autuori não cogita assumir a função em caso de uma emergência no Santos. O dirigente atuará apenas no futebol, como um elo entre a diretoria e o centro de treinamento e jogadores. Seu vínculo irá até dezembro de 2020.

- A chance é zero (de ser técnico). Eu falei para o presidente que eu tenho opiniões claras sobre o futebol brasileiro, jamais, em circunstância, local e momento, deixar de emitir minha opinião. É muito claro para mim, não pensaria nisso em nenhum momento. Seria incoerente com a minha vida como homem - afirmou Paulo. 

Autuori explicou seu papel, deixando também claro que não atuará em negociações de reforços, restringindo-se a gerir o dia a dia do futebol: 

- Não estarei envolvido em negociações, quero distância. Não é a minha. A minha é construir, sou homem de equipe. Gestões dirigem equipes transdisciplinares, interagindo o tempo todo.

No comando do departamento, Paulo dividirá o departamento com o gerente jurídico Pedro Felipe e o cartola José Carlos Peres. Vale lembrar que Gabriel Andreata segue como gerente e Diogo Castro como coordenador.