Orlando Rollo

Orlando Rollo e sua equipe se dedicaram à montagem do novo organograma do Santos (Foto: Ivan Storti/Santos)

Fábio Lázaro*
06/10/2020
10:40
Santos (SP)

O Santos efetuou o desligamento de cerca de 20 funcionários nesta terça-feira (06). A medida foi tomada após estudo de desempenho feito pelo superintendente administrativo e de finanças Luiz Eduardo Silveira.

Desde que assumiu a presidência do Santos, na última terça-feira (29), Orlando Rollo tem contado com Luiz Eduardo para a construção de um novo organograma, e as demissões fizeram parte de um plano de adequação financeira ao clube para que a “gestão de transição” entregue o Peixe com uma folha salarial mais enxuta à administração do próximo triênio, que será definida em eleição na primeira quinzena de dezembro.

Conforme apurou o LANCE!, em alguns setores haverá a troca de profissionais que não apresentaram desempenho satisfatório por outros com salários inferiores, já outros cargos foram extintos no novo organograma, discutido e aprovado internamente pelo Comitê Gestor.

Desde quando alçou ao cargo máximo do Alvinegro, na substituição do afastado José Carlos Peres, Rollo disse em entrevistas que não realizaria demissões no primeiro dia, mas que ele a sua equipe avaliariam todos os profissionais a fim de conduzir o encaminhamento do clube dentro de uma análise de desempenho.

* Sob supervisão de Vinícius Perazzini