Peres

Peres havia prometido uma solução rápida para a lateral direita do Santos (Ivan Storti/Santos)

Arthur Faria
09/07/2019
06:05
Santos (SP)

O Santos encontra dificuldades no mercado para fechar com um lateral-direito. A solução seria rápida, segundo o presidente José Carlos Peres, mas o técnico Jorge Sampaoli ainda só conta com Victor Ferraz.

Matheus Ribeiro, substituto natural, não agradou. Ele não atua desde março, ainda pelo Campeonato Paulista. Em alguns jogos do Brasileirão, sequer foi relacionado pelo argentino, que preferiu escalar três zagueiros e utilizar Carlos Sánchez como ala pelo lado direito.  

Na chegada de Uribe, no fim de maio, o presidente José Carlos Peres afirmou que o Santos priorizaria a busca por um lateral-direito. Além disso, deu um mês para concretizar um negócio para o setor, fato que não ocorreu.

Os principais nomes ventilados foram Rodinei, do Flamengo, e Adriano, do Besikitas. Porém, não houve nenhuma negociação. Mesmo com a chegada de Rafinha ao Rubro Negro, os dirigentes do clube carioca não quiseram abrir mão do atleta.

A polivalência de Adriano chama atenção da diretoria santista. Peres rasgou elogios ao atleta, na última quinta-feira. Ele afirmou que o jogador 'interessante' e que tem experiência. 

O Santos já contratou 11 reforços. Os nomes são o goleiro Everson, os laterais Felipe Jonatan e Jorge, o zagueiro Felipe Aguilar, os volantes Jean Lucas (já vendido ao Lyon-FRA) e Jobson, os meia Cueva e Evandro, além dos atacantes Soteldo, Marinho e Uribe.

O Santos volta aos trabalhos na manhã desta terça-feira, no CT Rei Pelé. O Peixe segue na preparação para o duelo contra o Bahia, neste sábado, às 19h, no Pituaçu, pela 10ª rodada do Brasileiro.