Felipe Melo Guerrero Palmeiras Inter

Palmeiras de Felipe Melo bateu Inter de Paolo Guerrero por 1 a 0 em 4 de maio, no Allianz Parque (Agência Palmeiras)

William Correia
10/07/2019
08:00
São Paulo (SP)

O Palmeiras até perdeu um amistoso para o Guarani, por 2 a 1, na semana passada, mas volta da Copa América carregando as marcas positivas do primeiro semestre, incluindo uma sequência de dez vitórias em jogo oficiais. Trajetória que começou exatamente diante do mesmo rival e no palco do compromisso que marca o retorno da equipe: o Inter, no Allianz Parque, abrindo nesta noite os confrontos pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Em 4 de maio, quando as duas equipes mandaram a campo força máxima pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, o Verdão venceu por 1 a 0. Naquela época, o clube vinha de um criticado empate diante do CSA, por 1 a 1, quando escalou um time repleto de reservas. Iniciou ali, diante do Colorado, uma arrancada que rendeu a liderança do Brasileiro, com cinco pontos de vantagem, a melhor campanha da Libertadores e a classificação na Copa do Brasil.

Depois daquele 1 a 0 sobre o Inter, em 4 de maio, foram nove triunfos: 1 a 0 diante do argentino San Lorenzo, no Allianz, pela Libertadores; 2 a 0 sobre o Atlético-MG, no Mineirão, pelo Brasileiro; 4 a 0 contra o Santos, no Pacaembu, pelo Brasileiro; 1 a 0 ante o Sampaio Corrêa, no Maranhão, pela Copa do Brasil; 1 a 0 sobre o Botafogo, em Brasília, pelo Brasileiro; 2 a 0 diante do Sampaio Corrêa, no Allianz, pela Copa do Brasil; e, pelo Brasileiro, 2 a 1 contra a Chapecoense, em Santa Catarina, e 1 a 0 ante Athletico-PR e 2 a 0 contra Avaí, os dois últimos no Allianz.

Essa sequência foi tão importante que não ocorria no clube há 11 anos - foi em 2008, ao longo da disputa de Copa do Brasil e Campeonato Paulista naquela temporada, sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, que o time alcançou essa marca. Nem mesmo as equipes campeãs brasileiras em 2016 e 2018 e das Copas do Brasil de 2012 e 2015 acumularam dez vitórias seguidas.

Aquele triunfo de mais de dois meses atrás diante do Colorado foi bastante valorizado, ainda, por ter ocorrido diante de um rival direto pelo título brasileiro - os gaúchos estão em quarto lugar, a nove pontos do Verdão. Aqueles três pontos aproximaram o time de Luiz Felipe Scolari na ponta e, na rodada seguinte, chegou à primeira posição, de onde não saiu mais.

O 1 a 0 em 4 de maio ainda firmou uma base que carregou o Palmeiras nesta sequência amplamente positiva. Da formação utilizada naquele jogo, somente Gustavo Scarpa não deve aparecer como titular nesta noite. O camisa 14 se machucou no jogo seguinte aquele triunfo e Lucas Lima aproveitou a oportunidade para ter sequência.

Assim, o Palmeiras deve atuar com: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima; Dudu, Zé Rafael e Deyverson. Uma vitória por 1 a 0, como a que ocorreu há mais de dois meses, com gol de Deyverson, seria amplamente comemorada. O confronto de volta será na quarta-feira que vem, no Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).