Torcedores do Palmeiras xingaram a Rede Globo durante partida exibida na TNT

Torcedores do Palmeiras xingaram a Rede Globo durante partida exibida na TNT (Agência Palmeiras/Divulgação)

William Correia
04/05/2019
22:31
São Paulo (SP)

Neste sábado, durante a vitória por 1 a 0 sobre o Inter, torcedores do Palmeiras mostraram claramente estar do lado do clube na negociação ainda sem sucesso com a Rede Globo sobre os direitos de transmissão dos jogos do time no Campeonato Brasileiro. O Allianz Parque chegou a ser tomado por um coro xingando a emissora carioca, reiterando que o clube não precisa dela.

- Ô Rede Globo, vai se f... O meu Palmeiras não precisa de você - cantaram os torcedores, com palavrões, em uma partida que foi transmitida somente pela TNT, canal de televisão fechada, já que o clube acertou somente com o grupo Turner, que também tem o Esporte Interativo, e passa na televisão durante o Brasileiro somente em jogos contra outros clubes que fecharam com a empresa (Santos, Inter, Athlético-PR, Fortaleza, Bahia e Ceará).

As negociações com a Rede Globo se mantém, mas ainda sem um desfecho positivo. Ocorreu uma reunião nessa sexta-feira entre os representantes do clube e da emissora e as informações são de que o Palmeiras manteve sua exigência de receber valores, ao menos, bem próximos aos pagos a Corinthians e Flamengo. Novo encontro deve ocorrer na próxima semana.

Curiosamente, o Palmeiras voltará a passar na Globo na quarta-feira, quando enfrenta o argentino San Lorenzo, pela Libertadores, no Allianz Parque - a partida também passará na Fox Sports. O clube mantém um contrato paralelo com a emissora carioca em relação ao torneio continental e, também, à Copa do Brasil. Não há acerto somente em compromissos pelo Brasileiro.

Na próxima rodada da competição nacional, inclusive, o Verdão voltará a jogar sem ninguém ter o direito de transmiti-lo ao vivo, como já ocorreu na quarta-feira, diante do CSA, em Alagoas. O Palmeiras joga no dia 12 contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte. Até a parada do torneio por conta da Copa América, o clube também ficará fora da televisão ao enfrentar o Botafogo, no dia 25, em Brasília, a Chapecoense, no dia 2, em Santa Catarina, e o Avaí, em 13 de junho, no Allianz Parque.

O impasse ocorre porque, dentro do que estabelece a Lei Pelé, o jogo só pode ser transmitido na televisão com a anuência dos dois clubes, e Atlético-MG, Botafogo, Chapecoense e Avaí têm acordo com a Globo para ter compromissos exibidos na televisão aberta, fechada ou pay per view. Como o Palmeiras só vendeu seus direitos de transmissão à Turner, o torcedor terá de acompanhar a partida pelo rádio ou através da narração da TV Palmeiras, sem imagem do que ocorre no campo, caso o clube volte a adotar essa estratégia, como ocorreu nessa quarta-feira.

O Palmeiras acertou com a Turner, grupo do Esporte Interativo e que detém a TNT, canal que transmitirá as partidas do time contra outras equipes parceiras do grupo. O Verdão anunciou o acordo em dezembro de 2016, com validade para jogos do clube pelo Campeonato Brasileiro entre 2019 e 2024. Desde então, as negociações com a Globo se arrastaram sem nenhum desfecho positivo e, embora tenham dado sinais de proximidade recentemente, o campeão brasileiro de 2018 não terá nenhuma partida exibida na televisão aberta ou no sistema de pay per view por enquanto.

Da Turner, o Palmeiras recebeu R$ 100 milhões - metade paga no fim do mandato de Paulo Nobre, e outra no início da gestão de Maurício Galiotte, em 2017, como revelou o LANCE! na ocasião. Athletico-PR, Bahia, Ceará, Fortaleza, Internacional e Santos também fecharam com o grupo e alguns chegaram a manifestar incômodo pelos valores pagos ao Verdão, embora Galiotte assegure não ter sido procurado por ninguém. O fato é que, fora o Furacão, todos os outros fecharam com a Globo para transmissão na TV aberta e no pay per view.