Palmeiras x Ceará

Scolari não queria Pacaembu na passagem anterior pelo clube, mas ficou 100% no estádio em 2018 (Luis Moura/WPP)

William Correia
08/02/2019
08:00
São Paulo (SP)

Na segunda-feira, às 20h, contra o Bragantino, pela sexta rodada do Campeonato Paulista, Luiz Felipe Scolari volta a comandar o Palmeiras no Pacaembu. Estádio municipal que chegou a rejeitar na passagem anterior pelo clube. E no qual teve partidas marcantes no ano passado, inclusive para ser campeão brasileiro.

Em 2018, por conta de compromissos no Allianz Parque, o Verdão atuou com o técnico no Pacaembu quatro vezes, alcançando 100% de aproveitamento. E em partidas importantes. Na primeira delas, em 16 de agosto, venceu o Bahia por 1 a 0, no primeiro jogo de mata-mata do treinador nesta passagem, e avançou para as semifinais da Copa do Brasil - a ida, em Salvador, tinha ficado 0 a 0.

Pelo Campeonato Brasileiro, três compromissos marcantes. O principal foi em 30 de setembro: vitória por 3 a 1 sobre o Cruzeiro, que levou o time à liderança pela primeira vez. Em 14 de outubro, 2 a 0 sobre o Grêmio em duelo direto pelas primeiras posições da tabela. Uma semana depois, 2 a 1 diante do Ceará, com a equipe jogando todo o segundo tempo com um a menos (Deyverson foi expulso) e tendo vantagem de quatro pontos para o Flamengo, vice-líder.

Na sua passagem anterior pelo clube, porém, Scolari se posicionou publicamente contra mandar partidas no Pacaembu. Em 2012, o Palestra Itália ainda estava em reformas, para se transformar no Allianz Parque atual, e o treinador disse que preferia jogar em Arena Barueri, Canindé ou até Morumbi porque seu time não se sentia em casa no estádio municipal, que era mais usado pelo arquirrival Corinthians - a arena de Itaquera estava em construção.

– O Pacaembu não é nosso, é dos outros. Lá, sempre jogamos fora de casa. Eu não gosto, os jogadores não gostam. Gostávamos muito mais de quando marcávamos os jogos para o Canindé. Já o Morumbi tem uma capacidade de 60 mil, é bom de jogar, grande, eu não teria problema em jogar lá. E insistimos em jogar em Barueri, que tem um gramado espetacular, só que o público não vai lá nos jogos noturnos. Mas se tiver que jogar no Pacaembu, tudo bem. Só não é o que eu gostaria - disse Felipão ao SporTV em abril de 2012.

A indisposição manifesta de atuar no estádio municipal deu certo, tanto que, naquela temporada, a equipe passou a fazer os jogos decisivos pela Copa do Brasil na Arena Barueri e se tornou campeã. No Campeonato Brasileiro, porém, atuou mais vezes no Pacaembu, e o Verdão acabou rebaixado - Scolari foi demitido antes do fim do torneio, em setembro.

Passado à parte, o Palmeiras terá de atuar no Pacaembu nesta segunda-feira porque o Allianz Parque estará à disposição de shows do cantor britânico Ed Sheeran na próxima semana. O duelo contra o Bragantino é a oportunidade de se reerguer após a derrota por 1 a 0 para o Corinthians, em casa, no sábado.