Dudu

Dudu é desejado pelo Shandong Luneng, mas o Palmeiras não quer negociá-lo (Foto: Cesar Greco)

Thiago Ferri
10/07/2018
13:34
São Paulo (SP)

O Palmeiras mantém a postura de não negociar Dudu nesta janela e recusou nesta terça-feira uma nova proposta do Shandong Luneng (CHN). A equipe chinesa ofereceu 15 milhões de euros (cerca de R$ 67 milhões) pelo atacante, mas ouviu outro "não". A informação foi inicialmente divulgada pelo jornalista Mauro Cezar Pereira.

O presidente Maurício Galiotte já disse ao estafe do camisa 7 que não irá vendê-lo agora. Em março, o jogador recebeu um aumento e renovou o contrato até 2022 depois da procura do Changchun Yatai, também da China. A multa rescisória deste novo vínculo é de 60 milhões de euros (R$ 269 milhões).

O Shandong já tinha oferecido 10 milhões de euros (R$ 44,8 milhões) por Dudu, teve a oferta negada e subiu para 12 milhões de euros (R$ 53,8 milhões), mas o Palmeiras rechaçou novamente no domingo. O Verdão só cogita fazer negócio no fim do ano, diante da recente valorização que deu ao jogador e à dificuldade para substitui-lo.

A única possibilidade para vendê-lo era encontrar uma reposição à altura no mercado. Com poucas opções na Série A e valores altos fora do Brasil, o Palmeiras sabia que as possibilidades eram escassas de achar alguém para substituir um dos principais atletas de seu elenco.

Já com mais de R$ 90 milhões em vendas nesta janela, a diretoria também não considera necessário se desfazer de outra peça, ainda mais por estar com um grupo enxuto. Para o ataque, Roger Machado tem à disposição, além de Dudu: Borja (que volta a jogar em agosto), Willian, Deyverson e Artur.

Depois de não treinar no sábado e ficar fora do amistoso contra a Liga Alajuelense, da Costa Rica, por conta da negociação com os chineses, Dudu se juntou ao grupo na manhã desta terça e participou do treino físico na Academia de Futebol.