Vanderlei Luxemburgo Palmeiras

Luxemburgo relata estar bem de saúde e pode voltar a treinar na terça ou quarta-feira (Foto: Agência Palmeiras)

William Correia
10/07/2020
08:00
São Paulo (SP)

O Palmeiras programa o retorno de Vanderlei Luxemburgo aos treinos na Academia de Futebol, ao menos, uma semana antes do recomeço do Campeonato Paulista, marcado para o dia 22. Na última sexta, exame realizado no técnico detectou a presença do coronavírus, mas ele relata estar bem e, por isso, a previsão é de sua volta ao trabalho na terça ou quarta-feira.

O treinador passará por novos testes para confirmar que já não está mais com a doença antes de retomar suas atividades. Mas a expectativa é de que o prazo seja cumprido por conta das conversas que Luxemburgo têm com profissionais do clube. O técnico está em repouso, na sua casa, desde sábado, sem relatar ter sentido qualquer sintoma referente à presença de COVID-19 no organismo.

Ao ter o coronavírus detectado, Luxemburgo pediu que os familiares que moram com ele também passassem por exames, até seguindo a orientação dada por responsáveis do Núcleo de Saúde e Performance do Verdão. E nenhum dos parentes do técnico teve resultado positivo, aumentando a sua tranquilidade para retomar os trabalhos.

No clube, é dado como certo que o treinador estará no banco de reservas no clássico contra o Corinthians, primeiro compromisso do Palmeiras depois da paralisação de quatro meses por conta da pandemia. Diante do quadro de saúde do técnico, mesmo com 68 anos de idade, a possibilidade de ele ser desfalque na partida sempre foi considerada como remota.

O auxiliar Maurício Copertino, ajudado por Andrey Lopes, auxiliar do clube, tem comandado as atividades com bola na ausência de Vanderlei Luxemburgo e mantém contato frequentr com o treinador. A definição dos exercícios e a avaliação de cada jogador ocorrem com a participação do técnico.

Com o panorama seguindo como atualmente, a expectativa é de que Luxemburgo esteja liberado para voltar a participar ativamente dos trabalhos. Até agora, ele comandou só um treino técnico, na sexta-feira passada. O treinador passou pelo exame para COVID-19 antes da atividade e, como não apresentou sintomas, esteve à frente do trabalho usando máscara e mantendo isolamento. O resultado positivo do teste saiu horas depois.

Antes, Luxemburgo já tinha apresentado limitações para trabalhar porque, no último dia 25, precisou passar por cirurgia para retirada da vesícula. Ainda assim, recebeu alta no dia 26 e, no dia 28, já estava presente na Academia de Futebol. Contudo, deixou os auxiliares à frente dos treinamentos até ter liberação para comandar a atividade da sexta-feira passada, justamente quando teve o coronavírus detectado no seu organismo.

Luxemburgo e Antônio Mello, coordenador de preparação física, recebem acompanhamento particular no clube. Há uma recomendação do Governo de São Paulo para profissionais com idade a partir de 60 anos por conta da pandemia e, como considera Luxemburgo (68 anos) e Antônio Mello (72) fundamentais no dia a dia da Academia de Futebol, o Palmeiras tem optado por um monitoramento em ambos.