Felipão e elenco

Palmeiras já lidera o Brasileiro há seis rodadas e tem cinco pontos de vantagem (Foto: Cesar Greco)

Thiago Ferri
10/11/2018
07:00
São Paulo (SP)

Ainda que a comissão técnica não faça contas com o elenco, os palmeirenses já simulam com frequência a reta final do Brasileiro. Líder restando seis rodadas para o fim do campeonato, o Verdão precisa somar mais sete pontos para atingir o número que sempre resultou em título nos pontos corridos.

Desde a diminuição para 20 clubes, em 2006, nunca um vice-campeão fez mais do que 72 pontos. E mesmo esse feito não é recorrente: aconteceu apenas em 2008, com o Grêmio, e em 2012, com o Atlético-MG. Em todas as outras edições durante estes 12 anos, o segundo colocado nem chegou aos 72.

O time de Luiz Felipe Scolari, portanto, precisaria de sete pontos para chegar aos 73, tomando como base o histórico da competição. Para bater a marca, o Verdão precisaria de duas vitórias, um empate e ainda poderia perder mais três vezes nesta reta final, sendo que em 32 rodadas foram apenas quatro derrotas.

O aproveitamento alviverde no segundo turno, contudo, indica uma pontuação bem acima dos 73 pontos. Invicto há 17 rodadas (13 vitórias e quatro empates), o Verdão somou 84,6% dos pontos na segunda metade da competição. Caso siga assim, fecharia a edição perto dos 81 pontos; em 2016, o Verdão foi campeão com 80 pontos.

Com 66 pontos, o Palmeiras é perseguido por Internacional (61 pontos), Flamengo (60) e São Paulo (57) pelo título - de acordo com o matemático Tristão Garcia, estes são os únicos com possibilidade de conquistar o Brasileiro no momento; o Verdão é o que lidera também no cálculo, com 88% de chances.

O próximo rival será o Atlético-MG, neste domingo, às 17h, no Horto. O time agora comandado por Levir Culpi está em sexto lugar, brigando por uma vaga na Libertadores, mas vem de cinco jogos sem vitórias, sendo três derrotas seguidas, todas com o novo técnico.

Depois deste jogo, o Verdão ainda enfrentará: Fluminense (10º colocado, em casa), Paraná (lanterna e rebaixado, em Londrina), América-MG (18º, em casa), Vasco (13º, fora) e Vitória (17º, em casa).