Leila Pereira e Abel Ferreira - Palmeiras

Palmeiras deve intensificar a busca por reforços para o meio desta temporada (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Alexandre Guariglia
26/04/2022
06:00
São Paulo (SP)

O Palmeiras vem de títulos conquistados e um trabalho consolidado de Abel Ferreira, além de ter "atropelado" dois de seus grandes rivais recentemente. Tudo isso é comemorado e valorizado, mas ao mesmo tempo a intenção é fortalecer ainda mais esse momento de superioridade, sem deixar o nível cair. Para isso, a tendência é que alguns reforços cheguem no meio da ano. Além disso, em paralelo, há o trabalho para renovar o contrato de Gustavo Scarpa.

GALERIA
> Palmeiras tem 14 jogadores com mais de 100 jogos pelo clube no elenco

TABELA
> Veja classificação e simulador da Libertadores-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Antes mesmo de saber da grave lesão de Jailson, que deve desfalcar o Verdão pelo resto da temporada, o clube já planejava alguns movimentos de mercado para a próxima janela de transferências. Como adiantou o Uol recentemente, há o entendimento de que haverá a necessidade de reforçar o grupo, considerado curto, como o próprio Abel Ferreira admitiu em entrevista coletiva.

O centroavante, é claro, continua sendo um dos principais alvos dos dirigentes e da comissão técnica alviverde. Depois de tentativas frustradas nos últimos meses, a intenção é atender ao pedido de Abel sem falta a partir de 18 de julho, quando a nova janela estará aberta. Mas essa não é mais a única empreitada no mercado, outras posições devem ser fortalecidas, pensando no rodízio do elenco em meio à administração do desgaste em três competições diferentes.

Além do centroavante, uma posição que tem despertado a atenção da diretoria palmeirense é a de meia, especificamente pensando em um substituto para revezar com Raphael Veiga, que é visto como essencial para o time, mas precisa "descansar". Outras funções também têm sido analisadas para atender às necessidades, o que tem sido mantido em sigilo. Segundo a reportagem ouviu de uma fonte, "quando o Palmeiras mostra interesse, os valores quadriplicam".

Tudo tem sido feito em concordância com a comissão técnica. As peças somente irão chegar com o aval dos portugueses, que perderam em Jailson uma peça importante, que trabalhava tanto como volante quanto como zagueiro. Abrindo uma necessidade que antes não havia. Agora, com essa ausência, somada à possibilidade de Danilo ser negociado no meio do ano, o clube praticamente será obrigado a buscar um nome para o meio-campo. 

Renovação de Gustavo Scarpa em pauta

Reforçar o elenco é uma prioridade, mas a manutenção dele também, e isso inclui a renovação de contrato de alguns jogadores, como já aconteceu com Marcos Rocha, que tinha vínculo até o fim deste ano e renovou até o fim de 2023. Agora é a vez de buscar um acordo com Gustavo Scarpa, mas as conversas ainda não tiveram um desfecho, nem positivo, nem negativo.

Segundo apurou o LANCE!, o jogador tem o desejo de atuar no futebol europeu, mas não comunicou nem decidiu que deixará o Palmeiras ao fim do contrato. O relacionamento entre as partes é considerado muito bom e transparente, o que tranquiliza a diretoria palmeirense e permite que as conversas não sejam apressadas. O clube tem enorme interesse em manter Scarpa e prolongar o vínculo por, no mínimo, mais dois anos (até 2024).

Apesar de não ter pressa e confiar em um acerto, caso nada que venha da Europa agrade o meia, o Verdão coloca essa questão como uma das prioridades para o planejamento do departamento de futebol. Scarpa está desde 2018 no Alviverde e conquistou oito títulos desde então: duas Libertadores (2020 e 2021), dois Paulistas (2020 e 2022), um Brasileirão (2018), uma Recopa (2022), uma Copa do Brasil (2020) e uma Florida Cup (2020).