Ônibus do Palmeiras depois de ataque

Ônibus do Palmeiras depois de ataque (Foto: Fernando Roberto)

Thiago Ferri
10/04/2019
21:06
São Paulo (SP)

O ônibus do Palmeiras foi atacado na chegada da delegação ao Allianz Parque. Quando o veículo entrou na avenida Francisco Matarazzo, foram atirados diversos objetos por um grupo de pessoas que não vestiam roupas de time de futebol. Os jogadores entraram rapidamente na arena, pois às 21h30 enfrentam o Junior Barranquilla (COL), pela Libertadores.

Não há informações de feridos, mas o ônibus ficou com danos na lataria e nos vidros (veja abaixo o vídeo do ataque). Normalmente, o caminho do ônibus não é o que foi feito hoje (seguir pelo viaduto Pompeia e entrar na avenida Francisco Matarazzo); o veículo costuma passar pela avenida Auro Soares de Moura Andrade e já segue para a rua Padre Antônio Tomás, por onde há o acesso do estacionamento da arena. 

O dia já havia sido iniciado com pichações nos muros ao redor do Allianz Parque: "Time Pipoqueiro", "Fora Borja" e "MV vendida", em mensagem endereçada à organizada. Foram exibidas ainda faixas penduradas na bilheteria com as inscrições "Diga Não Aos Mercenários" e "Time 100 Vergonha", ambas com cifrões em meio às palavras.

Nas pichações, era possível ver as letras ZL ao lado da Mancha Verde e, em uma das fotos divulgadas pelo "Palmeirense News", aparece uma camisa com a inscrição Zona Leste.

A principal organizada do clube, que teve sua escola de samba conquistando o último Carnaval paulistano sob patrocínio da Crefisa, ainda não se pronunciou sobre os protestos. O clube também não, mas cobriu as ofensas.