Palmeiras x Santos

Prass fez parte de mosaico na final (Foto: Ari Ferreira/Lancepress!)

LANCE!
04/12/2015
19:14
São Paulo (SP)

Principal personagem do título da Copa do Brasil, Fernando Prass contou que estava obcecado pela conquista. Depois de conviver com lesões em 2013 e 2014 e correr o risco de rebaixamento no ano passado, o goleiro viveu sua melhor temporada na clube. Para coroar o momento, faltava uma taça como a obtida na última quarta-feira

- Eu já disputei outras finais, fui campeão da Copa do Brasil pelo Vasco também. Mas eu, internamente, sentia-me muito mais obcecado, fissurado e com vontade de ganhar esse titulo por tudo que passou. Cheguei em uma outra condição (na Série B), teve a dificuldade do ano passado. O que mais contribuiu para essa obsessão minha foi o que eu passei aqui - disse.

- As coisas que fazem a gente sofrer deixam mais cicatrizes e ano passado a cicatriz que ficou foi muito grande, ficou muito marcada e por isso esse titulo para mim foi mais especial - acrescentou o jogador.

Prass já era destaque na arena antes mesmo de a bola rolar, pois a Mancha Alviverde, principal organizada do clube, colocou a imagem do jogador em um mosaico 3D junto da taça da Copa do Brasil e Cleo, ex-presidente da uniformizada, morto em 1988. A inesperada homenagem foi também um incentivo ao arqueiro.

- O mosaico foi uma surpresa muito grande. Eu tinha visto os cabos, achei que era para bandeira dos clubes e do estado de São Paulo e quando entrei no estádio aquilo me surpreendeu. Pensei: ‘por que fui escolhido? Tem um monte de jogador que poderia estar ali’. Quando foi para os pênaltis, eu sempre gosto de olhar pelo lado positivo e imaginei: ‘Vai que o cara que fez isso teve uma premonição’. Sempre vai ser especial para mim isso - completou.