Matheus Fernandes estreou no Palmeiras no empate diante do CSA, em Alagoas, nessa quarta-feira

Matheus Fernandes estreou no Palmeiras no empate diante do CSA, em Alagoas, nessa quarta (Agência Palmeiras)

William Correia
03/05/2019
08:00
São Paulo (SP)

O técnico Luiz Felipe Scolari deixou oito titulares em São Paulo, mexeu em dez posições e o 1 a 1 diante do CSA, nessa quarta-feira, em Alagoas, serviu para Matheus Fernandes, enfim, estrear no Palmeiras. O ex-volante do Botafogo era o único dos contratados para este ano que ainda não tinha atuado. Mas faltam três no elenco esperando por uma oportunidade.

O meio-campista de 20 anos custou cerca de R$ 15 milhões e não tinha, sequer, ficado no banco de reservas, enquanto o meia Zé Rafael, o meia-atacante Ricardo Goulart e os atacantes Arthur Cabral, Carlos Eduardo e Felipe Pires, também trazidos para 2019, foram recebendo chances. O mais perto que Matheus Fernandes tinha chegado de atuar era viajando com o elenco para os jogos ante Junior Barranquilla e Melgar em Colômbia e Peru, respectivamente.

Matheus Fernandes não foi nem inscrito no Campeonato Paulista, mas está entre os 30 à disposição na Libertadores. E, na primeira vez em que foi ao banco, teve a chance de ficar em campo por 12 minutos (contando os acréscimos), diante do CSA, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, substituindo Moisés aos 37 minutos do segundo tempo.

- Tem muitos outros que não estrearam ainda. Mas começa a mesma situação de que uma vez tinha de jogar o Zé Rafael, uma vez tinha de jogar o Zé Pedro, outra vez tinha de jogar o Juquinha... Não é assim. Calma. Quando for o momento, vou colocar - avisou Felipão, que passou toda a primeira fase do Campeonato Paulista ouvindo cobranças por oportunidades a Zé Rafael.

Matheus Fernandes foi o 32º jogador que Scolari utilizou em 23 partidas na temporada. Até mesmo o lateral Esteves, o zagueiro Vitão e o meia Léo Passos, trio das categorias de base, ganharam chances, já que, no Paulista, há uma lista paralela para jovens.

Mas ainda há três do elenco que não atuaram - o atacante Willian não está nessa lista, já que operou o joelho direito e terá condições de voltar a entrar em campo somente no segundo semestre. O LANCE! mostra a situação de cada um desse trio que aguarda uma oportunidade.

JUNINHO

Juninho ficou no banco nessa quarta-feira
Juninho ficou entre os reservas nessa quarta-feira (Agência Palmeiras)

O zagueiro de 24 anos, que também pode jogar na lateral esquerda, saiu do Coritiba por mais de R$ 10 milhões em maio de 2017. Porém, não agradou e também não foi bem no Atlético-MG, onde atuou emprestado no ano passado. Ainda assim, Felipão alegou que precisava de um canhoto na zaga e o inscreveu na vaga de Raphael Veiga no mata-mata do Paulista. Mas só o levou ao banco nos dois jogos contra o Novorizontino, pelas quartas de final do Estadual, e, agora, diante do CSA, até porque deixou Gustavo Gómez e Luan em São Paulo. Juninho não está inscrito na Libertadores. Tem mais três anos de contrato.

FABIANO

Fabiano só foi relacionado uma vez no ano
Fabiano foi relacionado apenas uma vez neste ano (Agência Palmeiras)

Aos 27 anos, o autor do gol do título brasileiro de 2016 foi relacionado pela primeira vez nessa quarta-feira, diante do CSA. O lateral-direito, que também pode atuar na zaga, esteve emprestado ao Inter desde 2017, não acertou sua sequência em Porto Alegre e se apresentou ao Verdão na pré-temporada necessitando se recuperar de dores no púbis, que o impediu de treinar. Fabiano não foi inscrito no Paulista ou na Libertadores e busca um novo clube, já que não há espaço na lateral direita, com Mayke, Marcos Rocha e até Jean no setor, nem na zaga, que tem Luan, Gómez, Edu Dracena, Antonio Carlos e Juninho. Tem contrato até dezembro de 2021.

GUERRA

Guerra perdeu espaço no Palmeiras nesta temporada e não tem ficado nem no banco
Guerra teve lesão muscular recentemente (Agência Palmeiras)

O meia de 33 anos não joga desde 2 de dezembro, última rodada do Brasileiro. São mais de cinco meses sem jogar. Apesar de ter feito um trabalho físico particular na pré-temporada, tratou recentemente de lesão muscular. Não foi inscrito no Paulista. Está na lista da Libertadores, mas só ficou no banco na estreia, diante do Junior Barranquilla, na Colômbia, e voltou a ser reserva na quarta-feira. Chegou a ter seu nome pedido por torcedores em Alagoas, embora Felipão assegure que não ouviu. Tem contrato até o fim do ano e desperta interesses de outros clubes. O Verdão, porém, não aceita emprestá-lo.