Dudu Luxemburgo Palmeiras

Vanderlei Luxemburgo deve manter Dudu jogando mais recuado na volta do futebol (Agência Palmeiras/Divulgação)

William Correia
09/06/2020
08:00
São Paulo (SP)

Ainda não há data para retomada dos treinos presenciais, muito menos da volta dos jogos do Palmeiras. Mas Vanderlei Luxemburgo apontou ao LANCE! que seu planejamento é manter Dudu mais recuado, ajudando diretamente na armação com mais frequência. A cobrança, porém, segue para que o atacante desenvolva um lado relativamente egoísta para balançar mais as redes.

- Na minha cabeça, dá para ele jogar assim. Ele teve só três jogos nessa posição. Por isso, é uma possibilidade que estou tentando para ver se vira uma realidade para mim. Vou continuar, mas pode ser que eu crie outra situação. O Dudu tem a versatilidade que um técnico precisa - disse o treinador, que começou a temporada escalando o atacante aberto, mas cobrando gols.

- Não é ser egoísta, mas ser um pouco egoísta. Se tiver duas opções, entre o passe e o gol, ele tem que escolher o gol. Ele tem que gostar de gol. Serve muito, passa muito, é o nosso maior passador de bola e nosso maior garçom. Mas teve temporada em que fez quase 20 gols (Dudu marcou 16 em 2015 e 2017). Ou seja, faz gol também - elogiou Luxemburgo.

Dudu foi utilizado como titular mais tempo na armação nesta temporada nas vitórias por 2 a 0 sobre o Tigre, na Argentina, e 3 a 1 contra o Guaraní, do Paraguai, no Allianz Parque, ambas pela Libertadores, e no 0 a 0 diante da Inter de Limeira, no interior, pelo Campeonato Paulista, na última partida antes da paralisação por conta da pandemia do coronavírus.

No esquema, há alternância de função constante. Willian e até o centroavante Luiz Adriano ajudam na armação, em um 4-2-4 que tem somente Rony mais afastado dessa missão de armar, utilizando com constância maior a sua velocidade atuando aberto por um dos dois lados.

Foi uma forma de Luxemburgo ajustar o quarteto junto, mas, especificamente para Dudu, o treinador montou um "projeto Seleção". Transformou o atacante em cobrado oficial de pênaltis, independentemente de ter perdido quando bateu na vitória por 1 a 0 sobre o Guarani, no Campeonato Paulista, no Allianz Parque, e fez uma aposta para que o jogador faça, ao menos, cinco gols na primeira fase do Estadual - antes da pausa, foram dois, e faltam duas partidas.

Dudu tem um amplo histórico de garçom: é quem mais deu passes para gol no século no clube, como mostrou levantamento feito pelo jornalista Tomás Rosolino, com 78 assistências - só em 2020, já foram três. O camisa 7, contudo, é ainda o artilheiro do time desde 2001, com 70 gols em 205 partidas. E, em entrevista ao LANCE!, relatou como tem se cobrado a balançar mais as redes.

- Ele é atacante, e é importante atacante gostar de gol. Se ele faz gol, outro também, outro também, você tem quatro, cinco jogadores que fazem gols, você passa a ter um time forte e decisivo - comentou Vanderlei Luxemburgo.