Palmeiras x Tigres

Karim JAAFAR / AFP

Fabio Chiorino e Rodrigo Borges
08/02/2021
07:40
São Paulo (SP)

O Palmeiras por muito pouco não foi eliminado pelo River Plate nas semifinais da Libertadores, depois de fazer 3 a 0 no jogo de ida. O importante, porém, era a classificação. Jogou muito mal na final - assim como o Santos, é verdade -, mas em uma decisão o que importa é o resultado. Uma semana depois do título no Maracanã, o Verdão voltou a repetir um futebol muito ruim e acabou eliminado pelo Tigres, do México, nas semifinais do Mundial de Clubes.


Agora, é preciso olhar no espelho. O mau futebol custou caro desta vez. Não teve a chance de sequer fazer a final, provavelmente contra o Bayern de Munique, que enfrenta hoje o Al Ahly. O jovem técnico Abel Ferreira tem qualidades que são inegáveis. E uma das principais é não arrumar desculpas. Mostra-se, em várias entrevistas, inteligente o bastante para identificar os problemas de sua equipe e até mesmo as suas próprias como treinador. Mas isso não basta para recolocar o Palmeiras no rumo.

Abel precisa se reunir com sua comissão e com os jogadores e entender o que é necessário para que a equipe volte a mostrar um bom futebol, capaz de vencer sem sofrimentos. Perder para o melhor time do México no momento não é um vexame histórico - foi a quinta vez que um time sul-americano caiu nas semifinais do Mundial -, mas expõe o mau momento técnico de um time que, em breve, terá outra final pela frente, a da Copa do Brasil, contra o Grêmio. Há pouco tempo para entender e mudar.

O LANCE! Espresso é uma newsletter gratuita que chega de manhã ao seu e-mail, de segunda a sexta. A marca registrada do jornalismo do LANCE!, com análises de Fabio Chiorino e Rodrigo Borges. Clique aqui e inscreva-se.