São Paulo x Palmeiras Felipão

Felipão comentou lance de intervenção do VAR em clássico (Foto: Ricardo Moreira/Fotoarena/Lancepress!)

LANCE!
30/03/2019
20:43
São Paulo (SP)

O VAR foi um dos protagonistas do duelo entre São Paulo e Palmeiras, que terminou com o placar zerado, pelo jogo de ida da semifinal do Paulista. Em coletiva, no Morumbi, o técnico do Verdão, Luiz Felipe Scolari, afirmou que o árbitro no gramado é desmoralizado por conta do uso do recurso. 

- Eu já disse que não tem o que falar. Todos estão vendo que quem manda no jogo é quem está na cabine. Se assobiar na cabine, o cara faz. O árbitro não manda mais nada. Não toma decisão nenhuma. Ele está esperando que o lá de cima fale alguma coisa. Ele não tem mais autoridade nenhuma, zero. Não é por conta do jogo de hoje, está sendo assim em todo lugar. Ou coloca o VAR realmente para funcionar de acordo que o árbitro tenha capacidade de decidir, ou ele vai decidir pelos outros, pela televisão. Se a gente decidir pela televisão, muitas vezes eu posso mexer um pouquinho para lá ou para cá. Entenderam, ok? - afirmou. 


O treinador também comentou sobre o desempenho da equipe diante do São Paulo nesta noite de sábado. 

- Os jogadores jogaram muito bem, tanto o nosso time como o do São Paulo. Gostei das modificações do Mancini, a forma como o São Paulo modificou seu time. Ótimo ver o trabalho bem feito pelo Mancini e todos os jogadores do São Paulo, e também ver minha equipe trabalhando de uma forma interessante de ver - disse. 

Felipão também comentou sobre o favoritismo. Ele afirmou que tanto São Paulo, como Palmeiras não tem vantagem alguma para próxima partida da semifinal. 

- Não sei. Depois do jogo te digo. Eu acho que Palmeiras e São Paulo, para vocês da imprensa, vocês elegem... O fulano é bonito e é mais favorito. Nós, técnicos, sabemos que é igual. Não tem favoritismo. Nem em clássico e nem em nenhum jogo. Os campeonatos são bem equilibrados - afirmou. 


As duas equipes voltam a campo no domingo, dia 7 de abril, precisando de uma vitória simples para alcançar a decisão – contra Corinthians e Santos, que fazem a outra semifinal. Novo empate leva a disputa pela vaga aos pênaltis.