Pyramids FC

Carlos Eduardo (o último do lado direito da fileira agachada) é companheiro de time de Keno (Foto: Divulgação)

Thiago Ferri
05/12/2018
18:58
São Paulo (SP)

Em busca de atacantes rápidos, o Palmeiras teve um primeiro contato com o estafe de Carlos Eduardo, companheiro de Keno no Pyramids FC, do Egito. O jogador de 22 anos de idade já chegou a ser analisado pelo Verdão quando ainda estava no Goiás e agora pode ser reforço para 2019.

O contato foi revelado pelo Globo Esporte e ocorreu recentemente. Carlos Eduardo foi vendido pelo Esmeraldino ao clube egípcio em junho, por valor não revelado, só que acima dos R$ 20 milhões. Dificilmente uma negociação aconteceria por algo menor do que essa quantia investida.

O Verdão evita falar sobre reforços, mas Luiz Felipe Scolari pediu três reforços a Alexandre Mattos para 2019, e um deles para suprir a ausência de Willian, que deve perder o primeiro semestre por conta de uma lesão no joelho direito. Caso Dudu seja negociado, o clube continuará no mercado por pontas.

O próprio Keno é uma opção citada, mas não houve nenhum contato até o momento pelo jogador. Atacante do Verdão entre 2017 e o primeiro semestre de 2018, sua transação foi mais cara: 10 milhões de dólares (R$ 37 milhões na cotação de junho).

O que pesa a favor dos possíveis negócios é a indefinição existente no Pyramids. O time é do ministro do Esporte da Arábia Saudita, Turki al Sheikh, que já cogitou tirar os investimentos do clube.

O Palmeiras já tem acertados para 2019 o meia Zé Rafael e o centroavante Arthur Cabral. Raphael Veiga, emprestado ao Atlético-PR, vai ser reintegrado, enquanto Erik pode ser envolvido em uma troca com o volante Matheus Fernandes, do Botafogo.