Lucas Lima Vanderlei Luxemburgo Palmeiras

Lucas Lima confia que Luxa tirará o seu melhor no Palmeiras na temporada (Foto: Agência Palmeiras/Divulgação)

William Correia
11/06/2020
08:00
São Paulo (SP)

Na expectativa da reunião do presidente Maurício Galiotte, ao lado de outros representantes de clubes da cidade, com o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, nesta quinta-feira, Lucas Lima falou com o LANCE! O meia comentou sobre a chance de o Palmeiras ficar para trás por retomar treinos presenciais depois de concorrentes, como o Flamengo. E também apontou que o técnico Vanderlei Luxemburgo tem a sua confiança para viver seu melhor momento em 2020.

O camisa 20 estava na reserva nos últimos jogos antes da pausa por conta da pandemia, mas é um dos 11 mais usados pelo técnico no ano: acumula 645 minutos em campo, participando de oito das 12 partidas oficiais, sendo sete como titular. Assegurando boa condição física, após treinar em dois turnos diários nas férias coletivas do elenco, em abril, o jogador mostra confiança.

Confira abaixo a entrevista exclusiva de Lucas Lima para o LANCE!:

Como tem sido a ansiedade para voltar a jogar?
Todo jogador quer estar em campo e jogando. Tem sido complicado, pois nunca passamos por algo parecido. Mas sabemos que, na hora certa, vão voltar os treinos e as competições, e cabe a nós estarmos prontos fisicamente e mentalmente para este momento.

Você treinou por até dois turnos diários nas férias, ao lado do Neymar. Você mantém essa intensidade de treinos?
Tenho utilizado toda essa quarentena para me manter em alto nível. O meu corpo é meu instrumento de trabalho, não posso descuidar. Tanto no período de férias quanto agora, o clube tem nos monitorado e dado todo o suporte. O importante é que, quando voltarmos a jogar, possamos recuperar o mais rápido possível o ritmo de jogo e forma física.

O Marcos Rocha disse que o elenco pediu para voltar a treinar porque há uma consciência de que o time está ficando para trás. Você concorda?
Por mais que toda a comissão técnica e todos os responsáveis pelo Palmeiras estejam nos dando todo o suporte possível, treinar no CT, com toda estrutura e com a rotina da equipe, é muito diferente. Sabemos que tem clubes que já retomaram e isso pode, sim, gerar uma certa vantagem. Mas sabemos, também, que temos profissionais muito qualificados em toda a estrutura do clube e que estão pensando nisso, nos preparando para superarmos todos os obstáculos que essa pandemia trouxe.

De acordo com o Footstas, no Paulista, você é o segundo do Palmeiras que mais cruzou (34, contra 61 do Dudu) e o terceiro em viradas de bola (cinco, igual Gustavo Scarpa, atrás de Marcos Rocha e Dudu). A que se deve isso?
O Luxemburgo sabe tirar o melhor de cada atleta, e o meu papel é ajudar o Palmeiras dentro de campo. Sei da minha qualidade e quanto posso somar. Assim como em 2018 pude ajudar no titulo brasileiro, neste ano quero buscar novas conquistas aqui. O que eu puder fazer dentro de campo, irei fazer.

Você é o segundo com mais faltas cometidas (14, contra 16 do Zé Rafael) e terceiro com mais faltas sofridas (17, contra 27 do Dudu e 21 do Zé Rafael). Os dois números têm a ver com o "perde e pressiona" que o Luxemburgo pede?
Temos uma intensidade muito grande no meio-campo, ocupando espaços. Todos os jogadores do setor têm se dedicado muito a esta filosofia do Luxemburgo, e acredito que os resultados estavam aparecendo. O importante é conseguir traduzir dentro de campo o que fazemos nos treinos e seguir as orientações da comissão técnica.

Você ficou no banco nos últimos jogos antes da pausa da pandemia, e o Luxemburgo disse que você tem espaço se ele quiser alguém que encontre com passes espaço para o companheiro finalizar. Ele tem falado com você?
O Luxemburgo é um grande treinador, sabe motivar todo o grupo e buscar o melhor de cada um. Ele tem falado com todo o elenco e passado a ideia dele para todos nós. Ele sabe que, dentro do Palmeiras, tem jogadores de muita qualidade, e pode contar com todos, pois o objetivo final é atingir os objetivos do clube. Sempre que eu tiver uma oportunidade, vou dar o meu máximo e buscar corresponder a confiança dele e da torcida.