Willian Palmeiras

Com a negociação de Dudu, Willian lidera quase todas as estatísticas do Palmeiras (Cesar Greco/Agência Palmeiras)

William Correia
22/07/2020
08:00
São Paulo (SP)

O clássico contra o Corinthians, às 21h30 desta quarta-feira, não marca apenas a retomada dos jogos oficiais para o Palmeiras após mais de quatro meses de pausa por conta da pandemia do coronavírus. Também é o início de uma trajetória sem Dudu, ídolo que atuou no clube por cinco anos e meio e, agora, está emprestado ao Al Duhail, do Qatar. Mas existe no elenco alguém que já provou ser capaz de suprir essa lacuna e está pronto para o Dérbi: Willian.

O atacante já começou 2020 como o principal nome do time. Apesar de ter iniciado a temporada como reserva, Willian é o artilheiro do Verdão, com oito gols, sendo ainda quem mais atuou (14 jogos, assim como Weverton e Zé Rafael) e o segundo com mais assistências (duas, igualado a Zé Rafael, Marcos Rocha e Rony, e atrás somente das três de Dudu). Assim, virou titular.

O Bigode foi tão bem que tornou-se um dos motivos para o técnico Vanderlei Luxemburgo apostar em esquema com quatro atacantes até o anúncio de paralisação das partidas, em 16 de março. Agora, a tática será desfeita, já que Dudu saiu e Rony está suspenso pela Fifa (o clube aguarda liberação jurídica até 17h desta quarta-feira para saber se o leva ou não para Itaquera).

Porém, independentemente dos desfalques, a história de Willian no Palmeiras prova que ele merece confiança para ser "o cara". Sem Dudu, o atacante lidera as principais estatísticas do time que defende desde 2017. Do elenco atual, é quem mais atuou (163 jogos) e fez gol (46), além de, especificamente no Allianz Parque, passa a ser o artilheiro (16 gols) e garçom (nove, como Marcos Rocha) dos atletas que continuam à disposição de Luxemburgo (veja números abaixo).

Especificamente em clássicos, Willian também acumula bons números. É quem mais fez gols no elenco atual diante dos principais rivais paulistas, balançando as redes em seis oportunidades. Em 28 encontros, ainda deu quatro assistências, alcançando 12 vitórias, seis empates e dez derrotas. Em média, tem participação direta em um gol a cada três clássicos pelo Verdão.

O jogador de 33 anos também conhece Dérbi. O atacante, que já atuou pelo rival, conquistando o Brasileiro de 2011 e a Libertadores de 2012, enfrentou o Corinthians pelo Palmeiras em nove partidas, com duas vitórias, dois empates e cinco derrotas. Ainda não fez gol, mas já deu assistência, em Itaquera, para Borja balançar as redes na vitória por 1 a 0 pela primeira final do Paulista de 2018, em 31 de março daquele ano. Foi a última vitória alviverde no estádio.

O clássico desta quarta-feira é uma chance de Willian, após passar metade de 2019 em recuperação de cirurgia no joelho direito, provar que pode manter seu bom início de 2020. Foram seis gols apenas no Paulista, o que o torna vice-artilheiro do torneio, atrás apenas dos sete de Ytalo, do Red Bull Bragantino. Para se ter ideia, o último artilheiro do Palmeiras no Estadual foi Borja, que balançou as redes sete vezes em 2018. O Bigode já fez seis, em dez jogos.

Confira abaixo alguns números de Willian pelo Palmeiras:

Jogador com mais atuações do atual elenco
1º Willian (163 jogos)
2º Bruno Henrique e Vitor Hugo (153 jogos)
4º Felipe Melo (151 jogos)

Maior artilheiro do atual elenco
1º Willian (46 gols)
2º Bruno Henrique (28 gols)
3º Gustavo Scarpa (20 gols)

3º maior artilheiro do Século XXI
1º Dudu – 70 gols
2º Vagner Love – 54 gols
3º Willian - 46 gols
4º Valdivia - 41 gols
4º Kleber - 39 gols
6º Diego Souza - 38 gols
7º Alex Mineiro - 37 gols
8º Borja - 36 gols

2º maior artilheiro pontos corridos (BR)
1º Dudu - 41 gols
2º Willian, Bruno Henrique e Deyverson - 21 gols
5º Juninho Paulista e Marcinho - 20 gols
7º Kleber, Alex Mineiro - 19 gols
9º Marcos Assunção, Gabriel Jesus e Henrique Ceifador - 16 gols
12º Washington e Valdivia - 15 gols

3º maior artilheiro do Allianz Parque
1º Dudu (33 gols)
2º Borja (19 gols)
3º Willian (16 gols)

4º maior garçom do Allianz Parque
1º Dudu (35 assistências)
2º Robinho (11)
3º Roger Guedes (10)
4º Willian e Marcos Rocha (9)
5º Egídio e Lucas Lima (8)