Palmeiras 1 x 0 Santos - Campeonato Paulsita 2022

Mais de 38 mil torcedores do Palmeiras estiveram presentes no Allianz (Foto: César Greco)

Fábio Lázaro
13/03/2022
21:13
São Paulo (SP)

No primeiro jogo com capacidade total da ocupação permitida no Allianz Parque em 2022, a torcida do Palmeiras fez jus a liberação e registrou o melhor público no estádio na temporada. No total, 38.381 palmeirenses assistiram in loco a vitória do clube alviverde por 1 a 0 sobre o Santos, neste domingo (13), pela 11ª rodada do Campeonato Paulista. 

Nem mesmo a forte chuva que caiu em São Paulo cerca de duas horas antes do jogo afastou os palestrinos de compareceram a Arena. Uma garoa forte persistiu durante praticamente toda a partida. 

A renda líquida registrada na partida contra o Peixe foi de R$ 2.077.998,56. 

> TABELA - Confira e simule os próximos jogos do Paulistão
> GALERIA - Veja quanto o Palmeiras faturou em premiação com Abel Ferreira

O público neste fim de semana superou os 30.065 palestrinos que estiveram na final da Recopa Sul-Americana, contra o Athletico-PR, no último dia 2 de março, no qual o Verdão conquistou o título inédito da competição continental. 

Com a bola rolando, a torcida palmeirense protagonizou dois momentos curiosos envolvendo jogadores específicos do Verdão e do Peixe: Deyverson e Ricardo Goulart. 

Primeiramente, houve xingamentos ao atacante santista, que vestiu a camisa palmeirense durante cinco meses em 2019. As críticas iniciaram somente com parte dos torcedores, presentes no setor localizado atrás do gol norte do estádio, onde o Santos atacou no primeiro tempo, e depois de Goulart finalizar duas vezes de cabeça, uma levando pouco perigo a Weverton, e outra na trave. 

Após isso, quando Raphael Veiga estava posicionado para bater o pênalti que garantiu o triunfo ao Palmeiras, todo o Allianz Parque xingou o atacante santista, que foi até o ouvido do meia do Verdão a fim de desestabilizar o jogador, que chegou a 19ª penalidade convertida em 19 batidas. 

Quando foi substituído, aos 20 minutos do segundo tempo, Ricardo Goulart foi completamente vaiado no estádio palmeirense. 

Sem o camisa 10 do Santos, o alvo da torcida palmeirense virou Deyverson, mas aí de forma positiva.

Por volta 30 minutos da etapa final, os torcedores localizados nas cadeiras superiores norte começaram a gritar 'Deyvinho', pedindo a entrada do centroavante, autor do gol que deu o título da Libertadores para o Palmeiras, no fim do ano passado.

O camisa 16 é conhecido por provocar os adversários em campo, o que motivou o pedido, que foi atendido pelo técnico Abel Ferreira minutos depois. 

Na entrada do atacante, no lugar do autor do gol, Raphel Veiga, todo o Allianz Parque comemorou e começou a gritar o nome do jogador. 

A vitória do Palmeiras foi a segunda consecutiva em clássicos. Na última quinta-feira, o Verdão havia vencido o São Paulo, no Morumbi, por 1 a 0. Na próxima quinta-feira (17), o clube alviverde enfrentará outro rival direto, dessa vez o Corinthians, novamente no Allianz Parque, às 20h30, em jogo atrasado da sexta rodada do Paulistão. 

A tendência é que a torcida palmeirense supere o recorde de público batido neste domingo (13) já no Dérbi.