São Bernardo x Palmeiras

Verdão saiu atrás no placar, mas conseguiu o empate com gol de pênalti (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Alexandre Guariglia
29/01/2022
17:57
São Paulo (SP)

Com um time alternativo, o Palmeiras apenas empatou em 1 a 1, com o São Bernardo, neste sábado, no Estádio 1º de Maio, pela segunda rodada do Paulistão. O Alviverde teve dois pênaltis a seu favor e converteu apenas um com Wesley, para empatar a partida. O Bernô conseguiu abrir o placar com Silvinho. O tropeço faz a equipe de Abel Ferreira perder o 100% no torneio.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Paulistão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Confira a pré-lista de inscritos do Palmeiras para o Mundial de Clubes

Displicente, Verdão desperdiça até pênalti; Bernô aproveita e abre o placar

O jogo começou parecendo que o Alviverde dominaria mais um duelo do Paulistão neste início de competição. Com boas trocas de passes em espaços dados pelo adversário. Aos cinco minutos, Jorge chegou na linha de fundo, cruzou para trás, mas Atuesta pegou mal na bola. No rebote, Gabriel Menino finalizou para fora. Aos 12, Wesley recebeu de Atuesta, cortou o zagueiro e, no lugar de cruzar para a área, chutou na rede pelo lado de fora da meta.

Se na troca de passes não deu certo, a pressão na saída de bola funcionou. Wesley roubou a bola, foi para a grande área e acabou derrubado por Gabriel Inocência, causando pênalti. Na batida, Rafael Navarro desperdiçou e Alex Alves defendeu. A partir daí o Verdão sentiu o baque e passou a dar muitos espaços pelo lado esquerdo da defesa, onde o Bernô chegou por duas vezes seguidas.

Na terceira vez, não teve jeito, o gol saiu. Em um vacilo de Renan e Lomba, Matheus Davó tomou a bola, rolou para trás e Silvinho mandou para o fundo da rede. Era o castigo merecido para o displicente Palmeiras, que quase empatou no fim, quando Gabriel Veron fez jogada individual e arriscou chute de fora da área, mas Alex Alves, em dia inspirado, fez uma grande defesa.

Alviverde consegue outro pênalti e dessa vez converte para empatar

Na volta do intervalo, o Palmeiras parecia inda sofrer a apatia que o acometeu na reta final da primeira etapa, sem conseguir ameaçar o São Bernardo, apesar de chegar em algumas trocas de passe. No melhor lance alviverde, a bola sobrou para Patrick de Paula, de fora da área, chutar e quase empatar.

Quando o jogo parecia amornar, Rafael Navarro brigou pela bola na entrada da área e acabou derrubado. O VAR reconheceu um possível pênalti, chamou o árbitro, que confirmou. Dessa vez, Wesley bateu muito bem e converteu para empatar. Abel Ferreira mexeu bastante no time, mas pouco mudou a forma de jogar. Aos 30 minutos, quase Silvinho fez o segundo do São Bernardo.

Na reta final da partida, sem um meio-campo criativo, o Palmeiras sofreu demais para chegar ao gol do São Bernardo. Poucas jogadas foram concatenadas pelo setor ofensivo e, para completar, passou a levar sustos na defesa, mesmo com o adversário atacando com poucos jogadores.

E agora?

Com o resultado, o Verdão chega a sete pontos no Grupo C do Paulistão e perde o 100% de aproveitamento. Na próxima terça-feira, pela terceira rodada da competição, o Alviverde recebe o Água Santa, no Allianz Parque, no último compromisso do time antes de embarcar para o Mundial em Abu Dhabi.

FICHA TÉCNICA
SÃO BERNARDO 1 x 1 PALMEIRAS

Local: Estádio 1º de Maio, em São Bernardo do Campo (SP)
Data-Hora: 29/1/2022 - 16h
Árbitro: Douglas Marques das Flores
Assistentes: Luiz Alberto Andrini Nogueira e Leonardo Tadeu Pedro
VAR: Luiz Flávio de Oliveira
Público/renda: Não disponíveis
Cartões amarelos: Gabriel Inocêncio e Silvinho (SBR) Breno Lopes (PAL)
Cartões vermelhos: -
Gols: Silvinho (35'/1ºT) (1-0), Wesley (20'/2ºT) (1-1)

SÃO BERNARDO: Alex Alves; Gabriel Inocêncio (Lucas Ferron, aos 33'/2ºT), Joílson, Matheus Salustiano e Igor Fernandes (Pará, no intervalo); Ítalo, Rodrigo Souza e Léo Gomes; Silvinho (Vitinho, aos 42'/2ºT), Paulinho Moccelin e João Carlos (Matheus Davó, 34'/1ºT). Técnico: Márcio Zanardi.

PALMEIRAS: Marcelo Lomba; Mayke, Murilo, Renan (Deyverson, aos 16'/2ºT) e Jorge (Piquerez, aos 33'/2ºT); Jailson, Gabriel Menino (Patrick de Paula, no intervalo) e Atuesta; Gabriel Veron (Breno Lopes, aos 23'/2ºT), Wesley (Gustavo Scarpa, aos 33'/2ºT) e Rafael Navarro. Técnico: Abel Ferreira.