Gustavo Gómez Palmeiras

Gustavo Gómez voltou a jogar na quarta-feira, contra o Santo André, depois de renovar contrato (Agência Palmeiras)

LANCE!
01/08/2020
08:00
São Paulo (SP)

O Palmeiras se prepara para a semifinal do Campeonato Paulista, neste domingo, contra a Ponte Preta, já sem qualquer tensão em relação a Gustavo Gómez. Bem diferente do que ocorreu nas quartas de final, já que o zagueiro renovou seu contrato e foi inscrito no Campeonato Paulista somente na véspera do confronto diante do Santo André. E Vanderlei Luxemburgo detalha sua participação para a permanência do paraguaio no clube.

- Conversei muito com o Gustavo, que era importante renovar, como renovou, aceitando o contrato e entendendo a grandeza do Palmeiras, querendo ficar no Palmeiras. Conheço o Palmeiras desde 1993, conheço muito a torcida, e era importante ele dar um basta nisso. A conversa foi boa, e ele renovou - relatou o técnico, avisando que Gómez poderia até perder a vaga na equipe.

- O Vitor Hugo é outro jogador depois da pandemia. Estava jogando muito bem. Se o Gustavo ficasse mais tempo com isso de renovar contrato, acho que não voltaria ao time. Voltou porque não vou fazer a sacanagem de tirá-lo por causa de dois jogos. Foi o que conversei com o Vitor Hugo, que vai correr atrás e, como grande jogador que é, a chance aparece - comentou.

A renovação de Gustavo Gómez foi um entrave que o impediu de atuar as duas últimas partidas da primeira fase do Estadual, contra Corinthians e Água Santa. Já havia acordo para o zagueiro permanecer até junho de 2024, e o Palmeiras tinha em mão o documento do Milan que fazia do Verdão o dono de 100% dos direitos econômicos do jogador. Porém, Gómez estava registrado somente até 30 de junho, e a prorrogação dependia de uma nova assinatura do zagueiro.

Haviam pendências antigas e um reajuste salarial com a renovação e, por isso, o jogador decidiu assinar só quando tudo estivesse resolvido. Seguiu treinando, mesmo sem condições de entrar em campo, e ouviu Luxemburgo pedir que ele decidisse o que fazer.

- É o jogador que deve tomar a decisão. Empresários e advogados discutem lei e contrato, mas quem sabe o que é melhor é o próprio jogador. Falei que, se ele acha que o Palmeiras é muito bom para ele, renovar e chamar o torcedor dizendo que quer ficar. Respeito o empresário, mas ele não toma sol, chuva, porrada, não se machuca... - argumentou o treinador.

- É um jogador que a torcida gosta, não pode ficar marcado como mercenário nem nada disso. É ídolo da torcida, e já voltou nos ajudando. Depois de tanto tempo parado, cometeu erros normais contra o Santo André, mas é um grande jogador - disse Luxemburgo, que escalará Gómez como titular novamente neste domingo, contra a Ponte Preta, no Allianz Parque, na partida única da semifinal do Campeonato Paulista.