Menino

Gabriel Menino no Paraguai (Foto: César Greco/Palmeiras)

LANCE!/NOSSO PALESTRA
24/09/2020
00:24
São Paulo (SP)

Mesmo com o empate em 1 a 1 diante do Guaraní-PAR, que adiou a classificação do Palmeiras às oitavas de final da Libertadores da América, Gabriel Menino foi coroado com o prêmio de melhor em campo no Defensores del Chaco.

Responsável por uma das principais chances do Verdão no primeiro tempo, com uma tentativa de longe que assustou o goleiro adversário, o meio-campista destacou a importância de conquistar pontos fora de casa e revelou o pedido de Vanderlei Luxemburgo antes da partida no Paraguai.

- Luxemburgo falou que a gente não podia perder, até porque o Guaraní melhorou muito depois da pandemia - contou.


Ainda durante a entrevista concedida na saída de campo, Gabriel Menino deixou claro que o confronto em Assunção foi o mais difícil do Palmeiras na Liberta.

- Foi a partida mais difícil, é um time muito forte, com muita velocidade. Trabalhamos muito durante a semana para sairmos daqui classificados - comentou.

Por fim, o jogador da Seleção Brasileira voltou a exaltar a equipe do Guaraní e comemorou, equivocadamente, a classificação para o mata-mata da competição.

- A gente veio com a proposta de ganhar, mas conseguiu um empate. A gente sai feliz, sai classificado. Pudemos segurar o Guaraní, que é um time muito bom, muito forte - finalizou.

Em caso de vitória no Defensores del Chaco, o Palmeiras teria, de fato, assegurado a classificação às oitavas. Com o resultado, no entanto, os comandados por Vanderlei Luxemburgo agora precisam de um empate contra o Bolívar-BOL, no Allianz Parque.