Seraphim Del Grande e Maurício Galiotte

Maurício Galiotte e Seraphim Del Grande durante encontro na noite de quinta-feira (Foto: Reprodução)

LANCE!
06/09/2019
13:59
São Paulo (SP)

As críticas a Maurício Galiotte em áudio vazado não afastaram Seraphim Del Grande do comando executivo do Palmeiras. O presidente do Conselho Deliberativo participou na noite de quinta-feira de uma reunião da diretoria, e inclusive jantou com o mandatário. O ato serviu para apaziguar o clima.

Após a demissão de Luiz Felipe Scolari, Seraphim disse que o problema do Palmeiras era o diretor de futebol Alexandre Mattos, e uma possível chegada de Mano Menezes seria o "enterro" da gestão de Galiotte, que fica na presidência até o fim de 2021.

Apesar da fala e da pressão externa, Mano assinou até o fim do governo de Maurício, e Mattos está mantido no cargo.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui


Seraphim é parte importante no cenário político alviverde. Lançado à presidência do CD quando Mustafá Contursi ainda era próximo de Maurício, ele ficou ao lado do presidente e da patrocinadora/conselheira Leila Pereira quando ocorreu o racha. A oposição, inclusive, o critica por trabalhar por pautas a favor da diretoria, como as recentes reformas estatutárias e aumento de mandato presidencial.

O líder do conselho é amigo de Leila e de seu marido, José Roberto Lamacchia, e já fez várias viagens com o casal para jogos do Verdão fora de São Paulo (SP). Ele participou, também, de homenagens para os patrocinadores na quadra da Mancha Alviverde. A torcida organizada lidera movimentos pela demissão do diretor de futebol, inclusive com protestos em frente à casa do dirigente.