Simone Biles - Jogos Olímpicos de Tóquio

Simone Biles conquistou cinco medalhas, sendo quatro de ouro, no Rio em 2016 (FOTO: Loic VENANCE/AFP)

LANCE!
26/07/2021
10:57
Tóquio (JAP) 

Considerada a maior ginasta de todos os tempos, Simone Biles não fez a estreia dos sonhos nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Mesmo tendo cometido falhas em todos os aparelhos, a norte-americana fez o suficiente para avançar às finais em tudo na ginástica e ainda teve a melhor pontuação do individual geral. 

+ Veja o quadro de medalhas dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Atual campeã mundial do individual geral, salto, trave e solo, além de equipes, Simone Biles desembarcou em Tóquio como a grande estrela da Olimpíada. Nos Jogos Olímpicos do Rio em 2016, a norte-americana conquistou quatro medalhas de ouro e uma de bronze (na trave). O peso, no entanto, gerou incômodo na ginasta mais condecorada da história. 

- Não foi um dia fácil ou meu melhor, mas consegui superá-lo. Eu realmente sinto que às vezes tenho o peso do mundo sobre meus ombros. Eu sei que ignoro e faço parecer que a pressão não me afeta, mas às vezes é difícil. As Olimpíadas não são brincadeira - desabafou nas redes sociais. 

+ Voa, Fadinha! Aos 13 anos, Rayssa Leal conquista a prata para o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Simone Biles cometeu erros que não costuma cometer. Na apresentação no solo, saiu do tablado e recebeu 0,3 pontos de punição. No salto, que é o seu aparelho mais dominante, também saiu do tablado. Na trave, deu dois passos na saída. Já nas barras, foi conservadora e sem brilho. 

Mesmo com tantos erros, Simone Biles avançou para as finais em todos os aparelhos. Biles também liderou a pontuação no individual geral e ficou 0.032 pontos na frente da brasileira Rebecca Andrade - que se classificou para as finais do solo, salto e individual geral. 

+ Rayssa Leal se torna a mais jovem brasileira a conquistar medalha em Jogos Olímpicos