Tour de France

Tour de France

Fernando Moyna
06/09/2020
14:39
BLOG SOLTA O FREIO

No sábado, a etapa do Tour de France teve 3.821m de altimetria acumulada. Fuga chegou a ter +14min, ou seja, não foi aquele ritmo enlouquecedor para os GCs, mas sim para os gregários. Todos vinham BEM cansados da etapa de 6ª feira que foi disputada desde a largada graças a equipe Bora do Sagan. Com o corte do vento os gregários foram sobrecarregados.

Entre os favoritos o ritmo realmente ontem só aumentou no Port du Balès com a Jumbo queimando seus gregários e W. Aert mais uma vez torcendo o cabo na ponta do pelotão. Tão forte que até seus companheiros foram ficando e quando ele mesmo explodiu não havia mais ninguém a não ser os 2 capitães Roglic e Dumoulin. O cenário estava pronto para um ataque Jumbo e Dumoulin assumiu.

Bom, agora é que vem a dúvida sobre a tática da equipe Jumbo. Dumoulin ficou uns 5min, mas realmente explodiu com o pelotão, mas se ele duraria “só” 5min naquele ritmo porque queimá-lo e junto o plano B da Jumbo(estava em 5º na geral) se não era para ter um ataque do Roglic?

Quem não perdeu um segundo pensando e foi para o ataque foi o Pogacar. Coube ao Roglic seguir e quem respondeu foi Na-Iroman! O resto, corretamente, ficou esperando o Bernal cobrir o ataque. Pogacar não queria nem saber e continuou atacando para o grupo não reconectar. Até que Roglic e Na-Ironman, ou não aguentaram seguir, ou preferiram juntar com o grupo dos favoritos. Eu acredito que o Roglic optou em não entrar no vermelho e seguir o plano de não pegar a amarela até a 3ª semana.

Então, na prática a Jumbo embalou o ataque do Pogacar!? e com isso derreteu as chances do seu plano B; Dumoulin. Não da para chamar essa tática de bem sucedida.

Pogacar estava incrível e está voando. Candidato ao pódio. Pelo menos até o final do próximo fim de semana. Como disse ontem ele não tem nada a perder, está correndo seu 1º Tour, sem responsabilidade e deveria continuar testando seus limites. Achei Uran e Landa muito melhores do que eu imaginava. Bernal ainda dosando suas energias e Yates calibrou seus esforços.

Coitado do Pinot. É difícil encontrar alguém que não goste dele, mas ele é no mínimo muito azarado. Esse ano caiu na 1a etapa!!

Como o Zakarin é ruim de descida!! Se eu fosse um DS de equipe eu proibiria meus ciclistas estarem do lado ou atrás dele em qualquer descida de etapa. É perigoso.

Peters conseguiu suportar a pressão dos mais experientes da fuga e ganhou mais 1 etapa de grande volta.

No domingo, serão 3.500m de altimetria, mas com montanhas mais curtas e bem mais explosivas. Inclinações acima dos 2 dígitos percentuais e isso favorece ao Roglic, Pogacar, Yates e até Bardet. Não é bem a praia do Bernal, Quintana, Uran e Buchmann.

Etapa deverá ter outra fuga gigante e dependendo de quem estiver nela o pelotão não fará tanta questão de lutar pela etapa. Aposto numa fuga cheia de gregários da UAE, Astana, Movistar. Essas equipes devem tentar colocar o máximo de gregários na fuga para tentar irem para etapa e caso não funcionem possam ser chamados a esperar seus capitães no final da etapa. Muitos ótimos oportunistas(Trek, AG2R) já com bastante atraso suficiente para que o pelotão “deixe” a fuga seguir e deverá ter a mesma combatividade de ontem do pelotão. Ou seja, nenhuma.

No Tour de 1989, o então gregário Miguel Indurain, também na etapa 9, atacou no mesmo Marie Blanque de amanhã a 100km(!!) da chegada e ganhou sua 1ª etapa em grandes voltas assumindo a camisa de bolinha.

Que os mesmos ares do Pirineus anime o pelotão a termos uma etapa caótica e cheio de duelos.