Tito Ortiz

Tito Ortiz quer fazer luta de despedida no UFC contra Mauricio Shogun (Foto: Reprodução Instagram)

LANCE!
28/05/2022
15:03
Rio de Janeiro (RJ)

O americano Tito Ortiz quer se despedir do UFC em uma ocasião especial. Em entrevista ao “Helen Yee Sports”, o ex-campeão meio-pesado da organização declarou a intenção de retornar à organização para encarar Mauricio Shogun antes de encerrar em definitivo seu ciclo como lutador de MMA. 

+ Fabrício Werdum anuncia saída do MMA e mudança para o boxe profissional: 'Quero esse título inédito'

Ortiz sempre teve uma relação turbulenta com Dana White, presidente do Ultimate, e deixou a organização no ano de 2012. O “Bad Boy de Huntington Beach” surpreendeu ao fazer a revelação.

- Acho que cometi aquele erro quando eu disse que nunca mais lutaria no UFC de novo. E agora penso sobre isso, que vai ser incrível minha última luta para mim e para o Shogun Rua. Shogun tem sua última luta com o UFC, nós somos meio que da mesma época, então seria legal ver Tito Ortiz contra Shogun. Eu gostaria disso -  disse o veterano, que deixou claro seu respeito pelo brasileiro e opinou sobre a última luta do brasileiro no UFC, contra Ovince St-Preux.

- Eu tenho muito respeito por Shogun. Acho que ele é um incrível ex-campeão, um incrível lutador. Eu assisti a última luta dele. Acho que ele venceu a luta, mas no final deram para o Ovince St-Preux. Vamos ver o que acontece no futuro - concluiu o lutador.

Atualmente com 47 anos de idade, Tito Ortiz contabiliza um cartel de 21 vitórias, 12 derrotas e um empate no MMA profissional. Com uma longa passagem pelo UFC, o ex-campeão meio-pesado venceu nomes como Wanderlei Silva, Ken Shamrock (três vezes), Vitor Belfort, Forrest Griffin, Ryan Bader, entre outros. O americano, que vem embalado por três triunfos consecutivos, fez sua última luta de MMA em dezembro de 2019, quando derrotou Alberto Rodriguez por finalização (mata-leão) ainda no primeiro round.

A última luta de Tito Ortiz, no entanto, aconteceu no Boxe, em setembro do ano passado. Na ocasião, o veterano enfrentou Anderson Silva e foi nocauteado pelo “Spider” ainda no primeiro round, em pouco mais de um minuto de combate.