L´Étape Brasil

Mais mulheres participaram do L’Étape Brasil by Tour de France (Foto:Divulgação)

LANCE!
05/12/2019
16:22
Campos do Jordão (SP)

O L’Étape Brasil by Tour de France,  considerada a maior prova de ciclismo amador do país, tem registrado um aumento significativo no número de mulheres inscritas na disputa . Na edição 2019, realizada no dia 29 de setembro, na cidade de Campos do Jordão (SP), 22% dos atletas eram do sexo feminino. Segundo dados oficiais, a etapa brasileira é a que registra a maior quantidade de ciclistas no mundo.

Para 2020, a organização espera que esse número continue em evolução. A prova está marcada para o dia 27 de setembro, também no interior de São Paulo.

A prova do L’Étape é realizada na Austrália, Brasil, China, Colômbia, Estados Unidos, Marrocos, México, Reino Unido, Suíça e Tailândia. A França, país sede da competição, também abre espaço aos amadores pedalarem no mesmo percurso dos profissionais. A cada ano, desde 1993, o pelotão reúne cerca de 15.000 ciclistas, de 50 nacionalidades. 

– Eu pedalo há mais de 25 anos e tenho assistido esse boom de mulheres. O ciclismo é um esporte majoritariamente masculino. Na minha época, era difícil até participar de provas, algumas vezes eu chegava e não tinha com quem competir. Alguns pontos favorecem esse crescimento como os grupos de todos os níveis de pedalada. As mulheres também usam o ciclismo como complemento da academia, na questão da parte aeróbica, os resultados são muito rápidos–  explicou a ciclista amadora Claudia Lencioni.

Alemã foi bicampeã em 2019

A alemã Nadine Gill se tornou bicampeã da prova em 2019, completando o percurso de 107 quilômetros em 3h15min36, com mais de 15 minutos na frente segunda colocada, a brasileira Taise Benato. Na versão de 66 quilômetros, a vencedora foi a também brasileira Mariana Mendes.

– A prova brasileira tem essa característica de trazer muitas mulheres e esse percentual vem crescendo consideravelmente nos cinco anos de competição. As mulheres se sentem mais seguras para pedalarem no L'Etape Brasil por oferecermos 100% das vias bloqueadas para os ciclistas – disse Bruno Prada, um dos organizadores.

A vencedora da prova brasileira por dois anos seguidos repetiu o feito na etapa australiana da prova, realizada no dia 30 de novembro.ao completar o percurso de 138 km em 5h17min55. A atleta mora no Brasil desde 2016.

No masculino, o título de 2019 do L'Étape Brasil ficou mais uma vez com o ciclista Otávio Bulgarelli, com a marca de 3h07min02s20. O resultado foi definido praticamente no photo-finsish, na disputa com Ricardo Pichetta, segundo colocado.

Resultados

Prova 107 KM - Feminino

1º - Nadine Gil - 3h15min36

2º - Taise Benato - 3h34min28

3º - Cristiane Silva - 3h37min08

Prova 107 KM - Masculino

1º - Otavio Bulgarelli - 3h07min02s20

2º - Ricardo Pichetta - 3h07min02s24

3º - Daniel Mendes - 3h07min02s47

Prova 66 KM - Feminino

1º - Mariana Mendes

2º - Priscila Julio

3º - Marta Lima

Prova 66 KM - Masculino

1º - Rafael Oliveira

2º - Guilherme Couto

3º - Fábio Bonaldi