Norris voa no fim e conquista pole do GP da Espanha por 0s020 sobre Verstappen

Enquanto Max ficou em segundo, Lewis Hamilton ficou em terceiro

000_34YC22M-scaled-aspect-ratio-512-320
Lando Norris em Barcelona, Espanha (Foto: Thomas COEX / AFP)

Escrito por

Lando Norris conquistou a primeira pole-position da McLaren na temporada 2024 da Fórmula 1. Na classificação válida para o GP da Espanha, realizada neste sábado (22), o britânico voou e desbancou Max Verstappen por apenas 0s020.

Como é de praxe, Verstappen surgiu muito forte no momento em que, de fato, as voltas rápidas valiam algo, só que ao contrário do visto nas etapas anteriores, o tricampeão demonstrou bem menos dificuldades nas sessões de treinos livres, dando muito mais a impressão de economia de equipamento e pneus do que de falta de desempenho.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

A concorrência, no entanto, foi aguerrida. Norris mais uma vez foi um adversário ousado, assim como os de Mercedes e Ferrari — uma briga, aliás, bastante equilibrada, com vários pilotos dos respectivos times revezando-se no posto de principal desafiante de Verstappen.

Na tentativa final, alguns milésimos ainda foram descontados de Max no primeiro trecho, só que o tricampeão tentou afastar qualquer ameaça ao fazer os melhores setores seguintes. 1min11s403, portanto, passou a ser a marca.

Parecia decidido, mas faltava ainda gente. Faltava sobretudo Norris, que conseguiu compensar a já esperada perda no último setor com um trecho intermediário ótimo, o suficiente para conquistar a primeira pole-position na temporada.

Lewis Hamilton ficou em terceiro, à frente de George Russell. Charles Leclerc e Carlos Sainz vieram logo atrás, com Pierre Gasly colocando a Alpine em sétimo. Sergio Pérez fez o oitavo tempo, porém perde três posições no grid por punição aplicada ainda no Canadá. Com isso, quem sobe é Esteban Ocon, com Oscar Piastri e Fernando Alonso fechando o top-10 do grid.

AUTO-PRIX-F1-ESP-QUALIFYING
(Foto: Thomas COEX / POOL / AFP)

Como foi a classificação da F1 em Barcelona:

O grid chegou para a disputa da pole-position com três líderes diferentes no treinos livres: Norris, Hamilton e Sainz, respectivamente representantes de McLaren, Mercedes e Ferrari. Verstappen, por sua vez, ficou apenas à espreita, ainda que tenha reclamado mais do carro no TL2. A expectativa, contudo, era ver o neerlandês muito mais forte, principalmente pela fala de Helmut Marko quanto à Red Bull não ter usado o motor em potência máxima até então.

Mas RB20 à parte, o próprio tricampeão é o ponto que nunca pode ser desconsiderado, e levando em conta a já conhecida dificuldade para ultrapassar mesmo com o artifício do DRS, a posição de largada seria certamente determinante para a corrida.

Q1: Hamilton lidera, RB e Williams caem

Boxes liberados para a primeira parte da sessão, os carros foram se dirigindo para a pista um a um. Dos times de ponta, Pérez foi o primeiro a registrar volta rápida com 1min13s090, assumindo momentaneamente a liderança.

Só que Verstappen destruiu a marca em 0s7 ao virar 1min12s306. Piastri e Hamilton vieram na sequência, ambos na casa de 1min13s e ficando a 0s7 do neerlandês. Quem veio forte e ficou a apenas 0s080 de Max foi Norris, porém Leclerc — que deixou a sexta-feira dizendo que sabia onde achar tempo para brigar pela pole — foi ainda melhor e tomou o topo da tabela com 1min12s257. Sainz fechou a primeira tentativa em quarto.

Voltas completadas para todos, Leclerc, Verstappen, Norris, Sainz, Russell, Gasly, Nico Hülkenberg, Hamilton, Piastri e Pérez formavam o top-10, enquanto Alexander Albon, Yuki Tsunoda, Guanyu Zhou, Kevin Magnussen e Logan Sargeant eram os virtuais eliminados que teriam de lutar pela sobrevivência nos cinco minutos finais.

O primeiro a tentar foi Albon, que tinha 1min13s269 de Daniel Ricciardo como marca de corte para bater. O tailandês conseguiu fazer os seus melhores setores 2 e 3, saltando para 12º, mas ainda bastante ameaçado de ficar na primeira parte da sessão.

Pérez, em décimo e ainda com punição nas costas para pagar no grid, passou 0s1 acima da marca de Leclerc no setor 1, porém foi o melhor registro pessoal até então na classificação. Outras pequenas perdas nos trechos seguintes, mas Checo conseguiu pular para sexto, respirando aliviado.

Hamilton, por sua vez, brigava contra o relógio para desgarrar do 14º posto. E, com um belo segundo setor, o tempo foi suficiente ainda para tirar Leclerc da liderança: 1min12s143 para o heptacampeão da Mercedes. No fim, destaque para a dupla da Sauber, Zhou e Valtteri Bottas, que avançaram ao Q2, enquanto Magnussen, Tsunoda, Ricciardo, Albon e Sargeant ficaram a ver navios.

Q2: Alonso, Bottas, Hülkenberg, Stroll e Zhou ficam pelo caminho

Com dez minutos para o fim, um trânsito intenso se formou na saída do pit-lane. Para valer, as voltas rápidas começaram a ser registradas com pouco mais de seis para o fim. Norris colocou a McLaren na ponta, só que Verstappen voou nos setores 2 e 3 e cravou 1min11s653, 0s2 mais rápido que Lando. Sainz, Piastri, Leclerc, Russell, Gasly, Pérez, Hülkenberg e Ocon eram os aprovados até então para o Q3.

Do outro lado da tabela, Bottas, Fernando Alonso, Hamilton, Lance Stroll e Zhou teriam mais uma tentativa pela frente para seguirem vivos na disputa. A surpresa ali era Lewis, que foi para a pista primeiro com pneus usados e teria de ser perfeito para não ficar pelo meio do caminho.

Volta final, e o #44 conseguiu saltar para segundo, a 0s139 de Verstappen. Ocon também melhorou e foi para sétimo — que virou oitavo após acerto de Gasly. Pérez, então, meteu-se entre as Alpine, enquanto Russell também encaixou boa volta para pegar o terceiro posto. Fim de papo, e Alonso, Bottas, Hülkenberg, Stroll e Zhou foram os eliminados.

Q3: Norris voa e bate Verstappen nos centésimos

Sinal verde mais uma vez, e Pérez puxou a fila, estabelecendo 1min13s061 como marca a ser batida — tempo alto, tanto que Verstappen passou 0s2 mais rápido no setor 1. No segundo trecho, o #1 foi ainda melhor, já colocando 0s8 sobre o companheiro de equipe. No fim, volta feita em 1min11s673, nada menos que 1s3 melhor que Pérez.

Sainz, com o primeiro setor em roxo, perdeu tempo considerável no trecho final e ficou em segundo. Já Norris pegou o setor 2, em bom ritmo para brigar pela pole provisória, só que a parte final passou a ser o desafio para quem tinha alguma intenção de destronar Verstappen. O britânico da McLaren ficou a 0s123, com os Mercedes de Hamilton e Russell e à frente das Ferrari de Sainz e Leclerc. Gasly, Ocon, Pérez e Piastri fecharam o primeiro top-10.

Última tentativa para todos, e Verstappen elevou ainda mais o sarrafo ao melhorar a própria marca em 0s2, fechando o giro em 1min11s403. Só que Norris não se deu por vencido e colocou enfim a McLaren na frente ao pintar o trecho intermediário do circuito da Catalunha de roxo. No fim, a diferença foi de apenas 0s020, para felicidade de Zak Brown e companhia no pit-wall.

News do Lance!

Receba boletins diários no seu e-mail para ficar por dentro do que rola no mundo dos esportes e no seu time do coração!

backgroundNewsletter