Norris bate Verstappen e lidera TL1 morno do GP da Espanha de Fórmula 1

O dia ainda terá o segundo treino livre antes do GP da Espanha

Lando-Norris-TL1-GP-da-Espanha-aspect-ratio-512-320
Lando Norris, piloto da McLaren durante TL1 da Espanha (Foto: Reprodução/F1)

Escrito por

Lando Norris colocou a McLaren no topo da primeira atividade de pista da Fórmula 1 realizada na Espanha nesta sexta-feira (21). O britânico virou 1min14s228 no treino livre 1 e bateu Max Verstappen, holandês da Red Bull, por 0s024.

Em uma sessão bem morna e com alguns pilotos reclamando da aderência, a disputa ficou entre as quatro principais equipes da atual temporada. Após o considerável salto de performance no GP do Canadá, a Mercedes apareceu com George Russell, que chegou a liderar em alguns momentos com pneus duros e médios.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

Só que não demorou para Verstappen mostrar que a Red Bull voltaria aos eixos no tradicional circuito da Catalunha. O holandês estabeleceu, antes da metade do treino, a primeira marca a ser batida, de compostos duros. Em seguida melhorou ainda mais com os pneus macios, mas Norris assegurou a liderança com um ótimo primeiro setor, que foi o bastante para fechar o giro menos de 0s1 mais rápido que Max no geral.

Correndo em casa, Carlos Sainz ficou em terceiro, a 0s3 do tempo de Verstappen, porém um registro feito com pneus médios. O mesmo aconteceu com Russell, milésimos mais lento que o #55 da Ferrari usando os mesmos pneus de faixa amarela.

Sergio Pérez foi o quinto colocado com os macios, ficando à frente de Oscar Piastri. Lewis Hamilton, Esteban Ocon, Fernando Alonso e Alexander Albon completaram o top-10. Charles Leclerc, de médios, foi apenas o 11º.

TL2 acontece nesta sexta-feira (21) a partir de 12h. No sábado (22), o TL3 será às 7h30, ao passo que a classificação está marcada para as 11h. Por fim, a largada está marcada para as 10h do domingo. Todos os horários de acordo com o fuso de Brasília.

Lando Norris TL1 GP da Espanha
Lando Norris liderou o TL1 do GP da Espanha (Foto: Manaure Quintero / AFP)

Confira como foi o TL1 da F1 em Barcelona:

Ao contrário do que se viu no Canadá, quando até granizo choveu antes da primeira sessão de treinos livres, os pilotos encontraram céu azul e termômetros em 27°C pela frente no TL1 em Barcelona. O cenário, aliás, perfeito para o trabalho das equipes, já que o circuito da Catalunha é o favorito quando o assunto são testes.

E, de fato, mais da metade dos times aproveitaram a passagem pela Espanha para levar novidades, com as atenções voltadas sobretudo para a Ferrari, em busca de recuperação após o inesperado revés em Montreal que a fez zerar pela primeira vez no ano. Mas além dos italianos, a Red Bull, Aston Martin, RB, Sauber e Haas também colocaram novidades para jogo.

Nos primeiros dez minutos, contudo, foi a Mercedes quem mais uma vez roubou a cena, com Russell virando 1min15s868, de pneus de faixa branca — o C1, já que a Pirelli levou para o final de semana em Barcelona a gama mais dura da composição. Sainz, por sua vez, ficou a 0s031 da marca, com Verstappen em terceiro, todos com o mesmo tipo de borracha.

Os únicos que apareciam de médios, aliás, eram Albon, Sargeant, Zhou, Magnussen e Oliver Bearman. Este último novamente em um treino livre, dando continuidade ao trabalho intensivo com a Haas, que projeta mais quatro sessões para o jovem britânico até o fim do ano.

Quando o relógio atingiu cerca de 15 minutos transcorridos da sessão, Verstappen virou 1min15s424, colocando 0s4 sobre Russell. O piloto da Mercedes até melhorou a própria marca alguns giros depois, porém ainda 0s139 distantes do representante da Red Bull.

Max Verstappen TL1 GP da Espanha
Max Verstappen foi o segundo colocado do TL1 do GP da Espanha (Foto: Manaure Quintero / AFP)

Enquanto isso, Sainz, Hamilton, Norris, Pérez, Leclerc, Ocon, Tsunoda e Albon fechavam o top-10. 40 minutos para o fim, apenas Bottas e Alonso não vinham com tempo registrado no TL1. Pelo rádio, o mexicano da Red Bull relatava muitas saídas de frente nas curvas e questionava o time sobre um possível problema com o pedal do acelerador.

Pouco depois, a transmissão resgatava o instante em que Leclerc perdia o carro na curva 12. Norris também colocou as rodas na brita na sequência — também um sinal de que seria preciso um pouco mais de borracha no asfalto até que a aderência ideal para os carros fosse atingida.

Com 35 minutos para o fim, Alonso enfim abriu volta rápida, porém com um tempo muito alto, a 1s3 da marca de Max no segundo setor. No fim, o giro em 1min17s423 o deixou na 16ª posição.

Parada estratégica nos boxes, e Russell foi o primeiro a abrir a janela de médios para os ponteiros. Com o segundo melhor setor da pista, colocou 0s6 sobre Verstappen ao virar 1min14s753, porém Sainz logo assumiu a liderança ao pegar o terceiro trecho, 0s181 mais rápido que o #63 no geral. Já os carros da Red Bull foram de macios, com Max retornando à ponta ao cravar 1min14s252, enquanto Pérez subiu para terceiro.

Norris, então, colocou os macios com 25 minutos para o fim e baixou em 0s1 o tempo de Verstappen no primeiro setor. O ritmo continuou forte, ainda que o trecho não tenha sido melhor que o de Verstappen, mas a diferença na parte inicial o fez encerrar o giro 0s024 melhor que o rival taurino, colocando a McLaren no topo da tabela.

Pouco mais de 20 minutos para o fim, a bandeira vermelha deu o ar da graça após Alonso saltar sobre a zebra na saída da curva 9 e perder um pedaço da dianteira do carro, que ficou no meio da pista. Interrupção muito breve, por sinal.

News do Lance!

Receba boletins diários no seu e-mail para ficar por dentro do que rola no mundo dos esportes e no seu time do coração!

backgroundNewsletter